Esportes

A volta de Alan Nuguete ao octógono

Após colocar placa de titânio no queixo, brasileiro luta em Berlim neste sábado

Alan Nuguete estava na reta final da preparação para a luta contra o iraniano Beneil Dariush, marcada para o último dia 25 de outubro, no UFC 179. Mas um cálculo mal feito no treino atrapalhou seus planos. Ele foi nas pernas do companheiro que lhe acertou uma joelhada no queixo. O golpe foi tão forte que Alan quebrou a mandíbula e teve de cancelar sua luta no evento. O lutador passou por um longo processo de recuperação que incluiu a colocação de uma placa de titânio em sua boca. Neste sábado, contra o russo Mairbek Taisumov, volta a subir no octógono pelo UFC, em Berlim.

– Dei a volta por cima. Já voltei ao circuito e estou competindo no alto nível. Sábado só vai ser o complemento dessa volta por cima – disse Alan, falando sobre a luta deste sábado. – As expectativas são as melhores possíveis. Vou colocar meu treinamento todo em jogo, aplicar minhas novas táticas. Quero travar o jogo Taisumov, colocar ele para baixo, para acabar a luta no chão. Não vejo a hora de chegar sábado, subir naquele octógono e lutar para representar meu país da melhor forma possível.

Alan precisou de sete meses para se recuperar totalmente e voltar aos treinos. Ele explica que não haveria a necessidade colocar a placa no queixo caso não fosse receber mais traumas nessa região. Mas, como é lutador, não teve escolha. Durante esse período de recuperação, Alan aprendeu algumas lições.

– Aprendi que não existe tempo ruim. Ficar lesionado é horrível para todo mundo, claro. Você é obrigado a ficar longe do seu trabalho… Foi um momento bem difícil na minha carreira mesmo. Fiquei mais de um ano afastado dos octógonos. Mas eu procurei aproveitar bastante esse tempo em que fiquei afastado. E acabou sendo um tempo ótimo, pois, na época, meu filho tinha acabado de nascer e eu pude acompanhar o crescimento dele bem de perto. Então não teve tempo ruim, tudo se encaixou e eu pude aproveitar esse momento importante com a minha família.

Alan faz neste sábado a quarta luta da noite. Ele não é o único brasileiro a subir no octógono. Já que Antônio dos Santos enfrenta o inglês Scott Askham. A principal luta do evento será a disputa de cinturão das peso palha. A polonesa Joanna Jędrzejczyk defende o título da categoria contra a americana Jessica Penne.

Veja o Card do UFC Berlim

Palha- Joanna Jędrzejczyk (c) vs. Jessica Penne

Pena – Dennis Siver vs. Tatsuya Kawajiri

Meio Médios – Peter Sobotta vs. Steve Kennedy

Leves – Nick Hein vs. Lukasz Sajewski

Penas – Makwan Amirkhani vs. Masio Fullen

Leves – Mairbek Taisumov vs. Alan Patrick “Nuguette”

Penas – Alan Omer vs. Arnold Allen

Penas – Niklas Bäckström vs. Noad Lahat

Médios – Scott Askham vs. Antônio dos Santos Jr.

Leves – Piotr Hallmann vs. Magomed Mustafaev

Galos – Taylor Lapilus vs. Yuta Sasaki

Comentários

Mais de Esportes