Esportes

Barbosa minimiza jejum de gols

João PauloDi Medeiros,Da editoria de Esportes

diario da manha

Titular do meio-campo esmeraldino, mesmo sendo lateral esquerdo de origem, Diogo Barbosa começa a se firmar com a camisa do Goiás e aposta que a equipe está no rumo certo dentro do Campeonato Brasileiro Série A. O jogador disse que os jogadores precisam de um pouco mais de frieza na hora de finalizar para que os gols e as vitórias voltem a acontecer.

Sem vencer há quatro jogos no Brasileiro, o Goiás vive um jejum de gols que dura três jogos. Diogo Barbosa defendeu a equipe que tem criado oportunidades, mas espera que essas jogadas se transformem em gols. O lateral também destacou a força defensiva da equipe, que tem a melhor defesa da competição com três gols sofridos.

“Nossa defesa é a melhor, tem ido bem, tem uma consistência forte, isso começa lá da frente com nossos atacantes Bruno Henrique e Wesley, do Felipe (Menezes) que vem auxiliando muito na marcação. Essa questão das finalizações é a gente ter um pouquinho de calma na frente do goleiro que as coisas começarão a acontecer”, frisou.

Os números de finalizações nesses três últimos jogos ajudam a ilustrar o pensamento do lateral esmeraldino. Contra o Sport foram oito finalizações, sendo cinco dentro do alvo. No jogo contra o Avaí esse número caiu para sete, quatro erradas. No jogo contra a Macaca, no último domingo, o clube criou 14 chances de gol, mas apenas quatro foram no gol de Marcelo Lomba.

Diogo Barbosa reiterou que o Goiás tem mostrado que pode brigar na parte de cima da tabela, mas para isso é necessário fazer os gols. “Claro que temos condições, vocês viram os jogos e estamos jogando de igual para igual com as outras equipes. Só que não estamos encaixando as finalizações, tivemos um bom jogo contra a Ponte Preta, tivemos o domínio em certo momento do jogo. Chance para vencer até que tivemos, falta um pouco de frieza”, frisou.

 

YGOR

O técnico Hélio dos Anjos recebeu uma boa notícia vinda do departamento médico do clube. O volante Ygor, 31 anos, está liberado para trabalhar com os demais companheiros. O meio-campista se recuperou de uma lesão muscular sofrida no dia 14 de maio. Essa foi a segunda contusão sofrida pelo jogador desde que chegou ao Goiás.

Comentários

Mais de Esportes