Esportes

Marconi anuncia seleção de até 50 atletas de ponta para as Olimpíadas

diario da manha

O governador Marconi Perillo anunciou nesta sexta-feira (19/6), no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), que o governo de Goiás vai selecionar entre 30 e 50 atletas que tenham chances reais de disputar as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. Trata-se de uma nova modalidade do programa Pró-Atleta, cuja finalidade é fornecer ajuda financeira ainda maior do que o benefício pago atualmente, para que esses competidores recebam uma bolsa especial e tenham condições de focar ainda mais em seus treinos.

A nova modalidade do Pró-Atleta foi anunciada durante assinatura de convênio com 530 atletas (60 deles paradesportistas), que receberão mensalmente um bolsa entre R$ 250 e R$ 750, por meio do programa Pró-Atleta. Desde quando foi criada, em 2003, o programa já destinou 6.570 bolsas, auxiliando na formação de atletas de ponta em Goiás e impedindo que aqueles considerados de alto rendimento deixassem o Estado para treinar em outros lugares.

O objetivo, de acordo com o governador, é que eles melhorem suas performances para os Jogos Olímpicos, ano que vem. “Nós vamos fazer uma bolsa especial, com um salário maior ainda. Nós queremos uma relação olímpica competitiva, forte”, justificou Marconi. O valor ainda não foi definido.

De acordo com ele, o Pró-Atleta tem atingido o objetivo para o qual foi determinado. “Criamos o programa Bolsa Esporte há mais ou menos 12 anos, com objetivo de formar uma geração de atletas olímpicos, atletas de alto rendimento, atletas campeões. Agora nós estamos renovando esse convênio com os atletas e autorizando o pagamento de uma bolsa entre R$ 500 e R$ 750.”

Goiás forma campeões – Criada em 2003, o programa Pró-Atleta já beneficiou atletas goianos com 6,57 mil bolsas. Muitos ganharam notoriedade nacional e internacional, como as irmãs Fernandes – Clemilda, Janildes e Márcia -, que brilham no ciclismo internacional. Juntas, as irmãs trazem na bagagem cinco participações em Olimpíadas. Janildes esteve em Sidney (2000), Atenas (2004) e Londres (2012) e Clemilda, em Pequim (2008) e Londres.

Escolhida para discursar em nome dos atletas no CCON, a lutadora de Taekwondo Valéria Rodrigues dos Santos recebe a bolsa do Pró-Atleta há 5 anos. Com oito títulos goianos e sete brasileiros, Valéria ganhou medalhas de bronze em um Pan-americano e no Mundial Universitário. “A Bolsa (Pró-Atleta) foi de extrema importância em meus títulos. Pois consegui evoluir, me manter e investir para que eu conquistasse títulos e posições importantes em nível nacional e internacional, e manter meus resultados em grande nível”, agradeceu.

A secretária da Educação, Cultura e Esporte em Goiás, Raquel Teixeira, afirmou que Goiás trabalha para ver os atletas brilharem nos jogos do Rio-2016. Em discurso, lembrou o quanto o piloto Ayrton Senna (1960-1994) tornou-se um grande campeão – e excepcional nas corridas com chuva, porque treinava de maneira intensa. “Vocês têm, em suas mãos, uma conta bancária, com o apoio do governo de Goiás, o apoio do governador Marconi Perillo, da primeira-dama, Valéria Perillo. O nosso apoio é para que vocês façam um esforço e virem campeões. Nós queremos chegar em 2016 e aplaudirmos muitos goianos no Rio de Janeiro.”

Para o superintendente-executivo de Esportes e Lazer, Júnior Vieira, a eficácia do programa pode ser medida pelos frutos dos atletas. “Exemplos como da Valéria Rodrigues e das irmãs Fernandes falam por si. Porque o atleta não tem tempo de trabalhar. Ou ele trabalha ou vai treinar. E com essa nova bolsa (Novo Pró-Atleta), Goiás será um dos Estados que melhor vai representar o Brasil nas Olimpíadas e em torneios internacionais”, projetou.

Jogos Paralímpicos – A bolsa Pró-Atleta vai beneficiar, este ano, 60 paratletas. Muitos, com possibilidade de representar Goiás e o Brasil nas paralimpíadas do ano que vem. A bolsista Jane Karla Rodrigues tem boas chances e pode figurar na seleção brasileira, na modalidade tiro com arco. Há ainda as paratletas Adria Jesus da Silva, Nurya de Almeida Silva e Jani Freitas Batista, que devem disputar os jogos na seleção de Vôlei Sentado.

Comentários

Mais de Esportes