Esportes

Serginho defende técnico: ‘Culpa não é de Doriva’

Sem vencer nas sete primeiras rodadas, treinador do Vasco está com o cargo ameaçado

Com o emprego a perigo no Vasco, Doriva testou nesta quarta novas mudanças no time titular — em treino excepcionalmente aberto à imprensa. Na quinta e sexta-feira, o técnico voltará a trabalhar a portas fechadas. No sábado, a equipe enfrenta o Sport, terceiro colocado do Brasileiro, em Recife. A missão é vencer a primeira partida na Série A e quebrar o jejum de nove jogos sem vitória. A última foi contra o Botafogo, em 3 de maio, na final do Campeonato Carioca.

— A culpa não é só do Doriva. A maior parte da culpa é dos jogadores. Nós que entramos em campo — defendeu Serginho, que, recuperado de lesão muscular, é um dos que volta ao time.

Sobre o jogo de sábado, contra um dos dois últimos invictos no Brasileiro (o outro é a Ponte Preta), o volante diz que o time precisa dos três pontos:

– Respeitamos o Sport, que vive um bom momento, ainda mais dentro da sua casa. Mas pela grandeza do Vasco, temos que buscar a vitória onde estivermos jogando. Estamos focados para desempenhar o nosso melhor e conquistar essa vitória – garantiu.

Além de Serginho, Christiano e Riascos começaram a atividade entre os titulares nesta quarta. O primeiro havia perdido a vaga para Júlio César, mas está próximo de recuperá-la. Riascos, que atuou como titular uma única vez, substituiu Jackson Caucaia — o que desfez o trio de volantes no meio-campo. Serginho entrou na vaga de Diguinho.

Também nesta quarta, Gilberto foi absolvido pelo STJD pela expulsão contra a Ponte Preta. Jordi recebeu um gancho de um jogo, já cumprido. O Vasco terá que pagar R$ 2 mil pela expulsão de um gandula na partida. Com o time atrás no placar, ele tentou acelerar a reposição de bola.

Comentários

Mais de Esportes