Esportes

Situação do Vasco pode piorar

Bomba jogada no campo após última derrota pode tirar até 10 mandos de campo do clube

Não há nada ruim que não possa piorar. Assim está sendo o início de semana no Vasco. O clube aguarda um posicionamento do STJD sobre a bomba jogada no campo de São Januário minutos após a quarta derrota seguida, na noite do último sábado. O caso foi relatado na súmula pelo árbitro Leandro Vuaden. E a procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) está analisando as imagens para ver quais medidas adotar.

Se ficar comprovado que o clube não foi capaz de prevenir ou reprimir o incidente, de acordo com o artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, a punição é de perda de 1 a 10 mandos de campo e de multa de até R$ 100 mil.

Eurico garante doriva

Caso o Vasco seja considerado culpado, a CBF só poderá executar a pena de perda de mandos de campo após decorridos 10 dias do recebimento de comunicação do STJD, conforme está previsto no artigo 60 do Regulamento Geral das Competições da CBF. Também cabe à entidade bater o martelo final sobre em qual estádio será realizada a partida, que precisa ser disputada a mais de 100km da cidade do clube.

— Pela minha experiência, um clube cumpre esse tipo de punição seis, sete rodadas após o ocorrido. Pois ainda é possível entrar com um recurso e adiar essa decisão — comenta André Valentim, procurador do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), que ão tem competência para julgar o Campeonato Brasileiro. Isso é feito pelo STJD.

Apesar da indecisão no âmbito jurídico, o Vasco tem certezas para iniciar uma reação. Ontem, em reunião com presidentes de clube na sede da CBF, na Barra da Tijuca, Eurico Miranda garantiu mais uma vez Doriva no cargo.

— Você acha que eu estou preocupado com isso? Não estou preocupado. É claro que ele (Doriva) fica. Se estivesse preocupado com isso, estaria no Vasco agora cuidando desse assunto. E digo mais: não cai — afirmou o presidente do Vasco ao Globoesporte.com.

Após a última derrota, o próprio Doriva afastou os rumores de decisão ao também garantiu que não vai pedir para deixar o cargo.

Comentários

Mais de Esportes