Esportes

Uma criança morre e duas são feridas em comemorações na Colômbia

Vitória sobre o Brasil levou milhares de torcedores às ruas. Tiros para o alto atingiram os menores

BOGOTÁ — A vitória da Colômbia sobre o Brasil por 1 a 0, em Santiago, pela Copa América, na noite desta quarta-feira, a primeira da seleção do país de James Rodríguez desde 1991, levou milhares de torcedores às ruas de Bogotá e de cidades como Medellín. Nas comemorações, um menino de 12 anos morreu e duas outras crianças ficaram feridas, todos vítimas de balas perdidas.

Segundo o jornal “El Tiempo”, de Bogotá, os três menores foram atingidos por tiros disparados para o alto nos festejos. Em Medellín, o disparo foi feito no momento do gol de Murillo, aos 35 minutos do primeiro tempo. O incidente ocorreu em La Capilla, no bairro Belén Rincón.

O menino chegou a ser levado com vida para a Clínica Las Américas, onde não resistiu. O coordenador da Comissão de Dieitos Humanos de Medellín, Hugo Rengifo, confirmou o episódio com o garoto, identificado como Haider.

A polícia investiga se os tiros foram dados em disputa entre gangues de torcedores, que teriam se aproveitado da aglomeração para brigar. Nesse caso, o menino teria sido vítima de fogo cruzado. De acordo com o coordenador de Direitos Humanos, a mãe do menor é uma líder comunitária de Medellín.

[object Object]

O general Humberto Guatibonza, comandante da Polícia Metropolitana de Bogotá, confirmou que duas crianças foram feridas por disparos para o ar nas comemorações de torcedores no bairro Bosque de San Carlos, na localidaed de Rafael Uribe.

O jornal “El Tiempo” noticiou que os menores teriam 9 e 15 anos e estavam na varanda de sua casa quando foram atingidas. Ambos, segundo o general Guatibonza, estão fora de perigo. Nas celebrações na capital colombiana, oito ônibus foram depredados.

Comentários

Mais de Esportes