Esportes

Rocinha sedia festival com esportes olímpicos e paralímpicos

Paulo Virgílio – Repórter da Agência Brasil

A menos de um ano do maior evento esportivo do planeta, o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos vem promovendo no Rio de Janeiro eventos que têm como finalidade difundir o conhecimento sobre as modalidades que estarão em disputa em 2016.

É o caso do Festival Esportivo Transforma, que teve sua quarta edição realizada hoje (29), no Complexo Esportivo da Rocinha, construído na comunidade da zona sul carioca.

Com a presença dos mascotes olímpico e paralímpico, Vinicius e Tom, e de diversos atletas, a promoção ofereceu ao público um grande circuito de experimentação de mais de 15 modalidades esportivas olímpicas e paralímpicas.

O festival atraiu, sobretudo, crianças e adolescentes da Rocinha, que, observados pelos pais, receberam aulas de goalball (futebol para deficientes visuais), golfe, hóquei sobre grama, rugby e outros esportes, ensinados por profissionais das respectivas confederações.

São modalidades desconhecidas pela maior parte dos moradores da comunidade, principalmente as paralímpicas. No entanto, muitos se identificaram com esses esportes até agora estranhos para eles, o que atende a um dos objetivos do Comitê Rio 2016.

“O nosso objetivo é fazer com que as pessoas usem o esporte como atividade física. Não estamos preocupados em formar atletas olímpicos porque isso depende de outros fatores, como talento e oportunidades. Buscamos ampliar o conhecimento sobre os vários esportes e experimentar, ver aqueles que se identificam com cada modalidade”, disse a ex-jogadora de vôlei Dora Castanheira, coordenadora do festival.

De acordo com Dora, as preferências manifestadas pelas crianças e jovens da Rocinha também servirão como diretriz para os projetos esportivos no âmbito da comunidade. “Eles serão desenvolvidos em função do interesse por esse ou aquele esporte”, disse.

Entusiasmada, Patricia Alves levou o filho e mais quatro crianças para participar do festival. “Eles estão se divertindo bastante e querendo praticar todos os esportes. Estou achando ótimo porque eles estão saindo um pouco daquela coisa de ficar jogando videogame, estão interagindo e conhecendo outras crianças”, disse.
Iniciado em novembro do ano passado na Vila Olímpica Oscar Schmidt, em Santa Cruz, zona oeste do Rio, o Festival Transforma já passou por outros dois bairros da mesma região, Campo Grande e Jacarepaguá.

Depois da Rocinha, o Comitê Rio 2016 deverá realizar até dezembro mais três edições, em diferentes pontos da cidade, com o mesmo objetivo de ampliar o conhecimento sobre as 42 modalidades olímpicas e 23 paralímpicas que estarão em competição no ano que vem.

(Colaborou Tâmara Freire, repórter do radiojornalismo da EBC no Rio de Janeiro)

Editor Kleber Sampaio

Comentários

Mais de Esportes