Esportes

Atitude para vencer

diario da manha
Willian Schuster ganha uma vaga no meio de campo para o jogo de hoje

Depois da derrota para o Vila Nova, é hora de mostrar reação. O Atlético precisa mostrar mais e também precisa ser mais forte. Para isso, nada melhor do que vencer, fora de casa, um rival com grande força nas últimas temporadas. Precisando de mais três pontos para garantir vaga na próxima fase, o Dragão vai até o Estádio Aníbal Batista Toledo para encarar a Aparecidense. O jogo começa às 19h30.
Na liderança do Grupo B, com 21 pontos, o Atlético, além de se garantir, pode complicar, e muito, a situação do Camaleão. Isso deixa a partida com cheiro de decisão. Wagner Lopes, pensando em dar a resposta necessária, vai mudar a equipe atleticana para a partida de hoje. Ao todo, três jogadores entram na equipe titular.
Willian Schuster retorna ao meio-campo, assim como Magno Cruz. Com isso, Caíque e Ednei deixam a equipe. Pedro Bambu, antes volante, assume a vaga na lateral-direita, enquanto o titular da posição se recupera de lesão no joelho.
Para o treinador rubro-negro, mais do que mudanças táticas e técnicas, o que faltou e não deve faltar mais ao Atlético é atitude: “Todos ficaram chateados e nervosos com o que aconteceu no clássico. Nós não conseguimos igualar na vontade e isso foi primordial para a derrota. Agora, as mudanças acontecem para propormos algo novo no campeonato e também para buscarmos trazer mais comprometimento. Os jogadores fizeram uma auto-avaliação e ela foi positiva. Tenho certeza que vamos melhorar nas próximas rodadas”, comentou Wagner Lopes.
A partida contra a Aparecidense é vista como uma final, principalmente por poder garantir o Atlético na próxima fase do Goianão: “Para o nosso time é uma final. Nós precisamos mostrar mais força, precisamos mostrar a vontade que faltou. Nos primeiros quatro jogos tivemos, agora temos que reaver. Estudei muito a equipe da Aparecidense, eles vêm em uma sequência muito boa e todo cuidado é pouco. Por isso, o Atlético vai para a partida pensando apenas na vitória, respeitando muito o adversário, mas buscando os três pontos, até por poder garantir nossa classificação”, destacou Lopes.
A escolha de Pedro Bambu pode ter deixado Matheus Ribeiro, substituto imediato de Ednei, chateado. Wagner explicou a situação do jogador que vinha agradando quando acionado: “O Matheus vinha agradando muito na questão ofensiva, mas está faltando um pouco na recomposição. Confio muito no atleta e quero continuar trabalhando e aperfeiçoando o futebol do Matheus. A estratégia é usar ele durante o jogo, por isso vou com o Pedro Bambu no início. Com o meio-campo mais técnico, preciso de mais força de defesa nas laterais. São escolhas para o tipo de jogo que vamos ter”, finalizou o técnico rubro-negro.

APARECIDENSE

Há mais de um mês sem perder, a Aparecidense parece ter encaminhado a sua temporada. Garantida no Campeonato Brasileiro Série D e bem na Copa Verde, falta apenas garantir a vaga na fase final do Campeonato Goiano. Para isso, vencer as últimas rodada do Goianão é primordial. Márcio Azevedo vai com força máxima para tentar bater o Atlético.

Comentários

Mais de Esportes