Esportes

Goiânia recebe torneio nacional de tênis

diario da manha
Goiânia Open deve receber 59 tenistas em cadeira de rodas

O Clube de Engenharia de Goiás sedia de hoje até o próximo domingo (03/04) o 12º Goiânia Open Torneio de Tênis de Cadeira de Rodas. Com chancela da ITF (International Tennis Federation), o torneio é uma etapa do circuito internacional dos melhores tenistas da categoria do Brasil e de outros países, que buscam pontuar no ranking que os habilitam a participar das Paralimpíadas Rio 2016.
A competição, que é uma etapa de classificação da modalidade para o maior evento do esporte mundial e que será realizado em agosto no Rio de Janeiro, contará com a presença de 59 tenistas. Vão participar atletas de Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul (Estados que têm tradição de tênis em cadeiras de rodas), Argentina e outros países.
Os jogos do Open de Tênis em Cadeiras de Rodas serão disputados nas categorias simples e dupla, masculino, feminino e júnior. Os tenistas estarão distribuídos em chaves e as partidas serão jogadas no sistema normal, ou seja, em sets. Haverá premiação de 2.500 dólares para os melhores colocados. Os atletas participantes do torneio buscam nos jogos a qualificação técnica, bem como pontuar para o ranking internacional da categoria. São destaques do Open, os atletas Pedro Paulo Fernandes Furtado e Bruno Makey,
A organização do evento é da Associação Paralímpicos do Futuro (Apaf), entidade mantenedora do projeto Escola Paralímpicos do Futuro, numa ação social mantida em parceira com o Clube de Engenharia. O trabalho que a Apaf e o clube realizam visa a melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes com deficiência.
A Associação Paralímpicos do Futuro (Apaf), que realiza o 12º Goiânia Open Torneio de Tênis em Cadeira de Rodas, originou-se da Escolinha Tênis do Futuro, projeto criado pelo Clube de Engenharia de Goiás em outubro de 2007 com o objetivo de permitir a reabilitação física e a integração social de crianças com deficiência física por intermédio do esporte.

Comentários

Mais de Esportes