Esportes

Brasileira inicia disputa em etapa do circuito mundial

diario da manha
Rafaella, atual número 1 do Brasil e quinta do ranking mundial(Foto:DIVULGAÇÃO )

 

A partir de hoje, a catarinense Rafaella Miiller, de apenas 24 anos, será a favorita em Garopaba (SC) para o Garopaba Open De Beach Tennis, torneio do circuito mun­dial com premiação de US$ 10 mil (R$ 32 mil) e valiosos pontos no ranking da Federação Inter­nacional de Tênis, entidade que cuida do Beach Tennis. A compe­tição vai até o domingo, dia 17, na praia da Ferrugem, em Garopaba (SC), com entrada gratuita.

A quinta do ranking mundial – já foi vice-líder – atua ao lado da venezuelana Patrícia Diaz – joga­dora que já liderou o ranking e ocupa o 13º lugar, e tem boas ex­pectativas no torneio para subir mais na tabela e se aproximar da liderança: “A expectativa é boa, o torneio é grande, com nível bem alto, será a primeira vez que atuo com a Paty (Diaz), ela é bem rá­pida, defende muito bem, eu sou mais agressiva então acho que nosso jogo pode encaixar. Todas as partidas serão difíceis, as meni­nas estão bem treinadas e prepa­radas, temos que jogar focadas e fazer o nosso melhor”, disse Rafa que levantou o troféu ano passado com sua ex-parceira Joana quan­do o evento não contava pontos para o ranking mundial: “Acredi­to que será um evento super ba­cana e organizado já disputei eta­pas do Circuito Mormaii antes e todos eles com estrutura super le­gal. Garopaba será ainda mais top para fechar o ano com chave de ouro”, seguiu Rafa que conquistou oito títulos na temporada, sete do circuito mundial da ITF, o Cam­peonato Pan-Americano e ainda tem o vice do Mundial por equi­pes na Rússia pelo Brasil. Ela atua­rá em 2018 ao lado de outra ex-lí­der do ranking, a alemã Maraike Biglmaier, atual sétima colocada.

A carioca Joana Cortez, que em 2018 completará 10 anos no cir­cuito mundial e já liderou a tabe­la, trará sua experiência com a jo­vem italiana Veronica Casadei, 21ª do ranking e de apenas 19 anos: “Expectativa é boa, jogarei com a Casadei, é uma jovem com mui­to potencial, será uma experiên­cia diferente, Garopaba é um lu­gar bem legal, joguei ano passado com a Rafa, foi um evento bem legal. Espero ter um bom resul­tado para fechar o ano. Em 2018 estou organizando meu calendá­rio, teremos vários eventos no Bra­sil, expectativa é sempre alta, fase de pré-temporada janeiro e feve­reiro. Comecei jogando torneios em 2008, então ano que vem se­rão 10 temporadas, que seja uma boa temporada”, apontou Joana que é um dos maiores expoente do Beach Tennis no país e será a segunda favorita na chave.

O torneio fechou a lista com 543 atletas de seis países (Brasil, Argentina, Venezuela, Itália, Ho­landa e Aruba) e 14 estados do Brasil. Serão 32 quadras e cer­ca de 600 partidas. A competi­ção larga na quinta-feira, dia 14, com o qualifying de Dupla Mas­culina e Feminina no Profissio­nal e duplas de Simples e Dupla Mista Profissional. O jogos come­çam às 11h. A sexta-feira marca o início do torneio Profissional de Dupla Masculina e Feminina na chave principal a partir das 9h e as semifinais e finais estão mar­cadas para o Domingo a partir das 9h (semi) e 12h (finais).

No masculino o evento terá as presenças de fortes nomes como os italianos Alessandro Calbucci, sétimo do mundo, e Alex Mingo­zzi. Calbucci foi por quatro anos o melhor do mundo e faturou quatro títulos Mundiais e Min­gozzi tem três títulos do Mundo. Os brasileiros Ralff Abreu, 11º, e Vinícius Font, 12º e único não-i­taliano e liderar o ranking, serão as maiores esperanças do país. Abreu atuará com o gaúcho Vini­cius Chaparro e Font com o joga­dor de Aruba, Aksel Samardzic.

Além das categorias no Profis­sional Masculino e Feminino em Simples e Duplas e Dupla Mista, o torneio será aberto ao amador nas categorias A (Avançado), B (Iner­mediário) e C (Iniciante), vetera­nos 40+ e 50+ e para a jovem ge­ração Sub 18 e Sub 14.

 

Comentários

Mais de Esportes