Esportes

Receita para Tigre dar o bote

diario da manha
Em 2017, Vila Nova se deu bem com jogadores pouco aproveitados em outros clubes(Foto: cristovao matos)

O ano de 2017 foi, de cer­ta forma, positivo para o Vila Nova. Apesar do time ter frustrado seu torcedor na reta final, ao não conseguir o acesso à Série A, é preciso dizer que o Tigre foi bastante competitivo ao longo da temporada. O colorado voltou a uma final de Campeonato Goiano, algo que não ocorria desde 2005. Participou da Copa do Brasil de­pois de passar 11 anos longe do torneio. E, por fim, terminou o Bra­sileiro Série B na sétima colocação, segundo melhor desempenho do clube em sua história.

Um dos segredos desse suces­so está relacionado a contratações assertivas de jogadores antes tidos como desacreditados. Por exemplo, o zagueiro Wesley Matos foi desta­que no Vila depois de ter uma tem­porada bastante apagada vestindo a camisa do Goiás.

Alan Mineiro foi artilheiro do Tigre na Série B e não era sequer aproveitado pelo Corinthians. Alí­pio fez um Campeonato Goiano ruim com o Atlético, mas no Tigre reencontrou o bom futebol. O pre­sidente Ecival Martins falou sobre esse assunto e disse que a estratégia vai permanecer no ano que vem.

“A tônica do nosso futebol é descobrir jogadores que estão de certa forma escondidos, mas que têm muito potencial. É claro que também trazemos alguns atletas já com notoriedade, até porque hoje o Vila tem mais credibilida­de no mercado do que era quan­do eu assumi a presidência. Mas é verdade também que os atletas atualmente estão cada vez mais valorizados. Infelizmente, a gen­te não consegue segurar todos os jogadores que se destacaram por­que os clubes de maior poder fi­nanceiro fazem propostas com as quais não conseguimos con­correr. O trabalho do Felipe Albu­querque (diretor de futebol) e do Hemerson Maria vai continuar da mesma forma, garimpando e la­pidando novos talentos. A com­petência que tivemos para fazer isso no ano passado não acabou. Nós vamos em busca desses atle­tas para fazermos um plantel ain­da mais competitivo em 2018”, ex­plicou o presidente.

Até aqui o Tigre já anunciou três contratações para a próxima temporada. O meia Jean Motta e os atacantes Reis e Ramon. Segun­do Ecival Martins, o Vila está bem tranquilo com relação ao seu de­partamento de futebol.

“Sendo bem sincero, o que me­nos me preocupa no Vila atual­mente é a parte do departamento de futebol, porque sei que esta­mos sendo muito bem coman­dados pelo Felipe Albuquerque e pelo Éder Delarice. Atualmen­te, o que mais me causa preo­cupação são as questões finan­ceiras e administrativas. Ainda temos muitos problemas finan­ceiros e precisamos, de uma vez por todas, dar um fim nisso para termos tranquilidade ao longo desses próximos dois anos”, dis­se o presidente.

 

Comentários

Mais de Esportes