Esportes

Grêmio não tem vida fácil contra Pachuca, mas Éverton marca na prorrogação

diario da manha
Garoto Éverton saiu do banco de reservas para anotar o gol que levou o Grêmio à decisão(foto:DIVULGAÇÃO)

Grêmio está na final do Mundial de Clubes, en­tretanto a classificação foi sofrida. O tricolor garantiu a vaga após bater o Pachuca-MEX com gol na prorrogação. Depois de em­patar em 0 a 0 no tempo normal, o jovem Éverton, de apenas 21 anos, fez o gol da vitória do time brasileiro na semifinal do torneio, no estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain (EAU).

Agora, o Grêmio aguarda o ven­cedor da outra semifinal, entre Al Ja­zira e Real Madrid, que ocorre nes­ta quarta-feira, para saber quem vai enfrentar na grande decisão. A final do Mundial de Clubes vai ser reali­zada neste sábado, às 15 horas (ho­rário de Brasília), no estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi.

A partida começou com as duas equipes se estudando bastante e trocando passes. O time gaúcho adiantava a marcação e tentava criar as primeiras ações do duelo. Após cobrança de escanteio de Luan, aos 5 minutos, o centroavante Lucas Barrios conseguiu cabecear, mas a bola saiu para tiro de meta.

A primeira grande chance gre­mista foi aos 16. Em cobrança de falta próxima da esquerda da área, o lateral-direito Edílson ba­teu direto no gol e a bola passou perto do travessão.

Em ótimo lançamento para a área, o meia Honda recebeu livre entre os zagueiros gremistas, mas, no momento da conclusão, Cor­tez apareceu na hora certa para afastar o perigo.

O Pachuca-MEX quase abriu o marcador no último minuto da pri­meira etapa. Em contra-ataque rá­pido, os mexicanos tabelaram bem e Honda ficou cara a cara com o go­leiro Marcelo Grohe. Contudo, no momento da conclusão, o lateral Bruno Cortez apareceu, mais uma vez, para evitar o tento adversário.

No segundo tempo, logo aos 9 minutos, o volante Jailson perdeu a bola no meio de campo e propor­cionou um contra-ataque para os Tuzos. O atacante Urretaviscaya carregou até a entrada da área e chutou a meia altura, para grande defesa do goleiro Marcelo Grohe.

Aos 28 minutos, Luan fez boa jogada e sofreu falta na direita de ataque. Edílson bateu colocado e a bola bateu na rede pelo lado de fora, enganando alguns tor­cedores gremistas, que gritaram gol. O goleiro Pérez ficou apenas parado assistindo.

Em cobrança de escanteio, aos 42 minutos, Fernandinho ergueu na área, o atacante Jael desviou e a bola ia sobrar para Luan, mas a re­donda bateu na coxa e sobrou para o goleiro Pérez. Apesar da pressão final do Grêmio, ninguém balan­çou as redes no tempo normal e a partida foi para a prorrogação.

O gol do Grêmio veio logo aos 4 minutos de prorrogação. O lateral­-esquerdo Bruno Cortez cobrou rá­pido o lateral para Éverton. O ata­cante partiu em direção ao gol e, dentro da área, bateu forte, colo­cado em curva, balançando as re­des, para o torcedor gremista po­der soltar o grito de gol.

O time brasileiro então se fechou e buscava o contra-ataque, enquan­to os jogadores do Pachuca-MEX tentavam o ataque, mas sentiam bastante o cansaço da prorrogação da partida das quartas-de-finais.

Aos 13 minutos, o Grêmio qua­se ampliou. Após bela troca de pas­ses da equipe brasileira, o lateral­-direito Léo Moura cruzou rasteiro e o atacante Jael quase alcançou a bola, que passou na frente da meta.

Com a vantagem no placar e no marcador, o time brasileiro se fe­chou e segurou o resultado. Ainda aos 16 minutos, Éverton quase am­pliou o placar, mas mandou a fina­lização nas mãos do goleiro.

 

Comentários

Mais de Esportes