Esportes

Estreia perfeita

diario da manha
FOTOS ANDRÉ COSTA

O Vila Nova começou sua caminhada na Série B do Cam­peonato Brasileiro de forma po­sitiva. Apesar de não ter apre­sentado um muito empolgante, o colorado conseguiu derrotar o Avaí, no Serra Dourada, pelo placar de 1 a 0. O gol do jogo foi marcado aos 36 do segun­do tempo, pelo atacante Ma­teus Anderson.

A vitória quebra uma se­quência de resultados negati­vos do Tigre dentro de sua casa, o Estádio Serra Dourada. O Vila volta a campo pelo nacional no próximo sábado (21), para o CRB, em Alagoas. Já o Avaí terá um novo compromisso em Goiânia, esse pela Copa do Bra­sil na quarta-feira (18). Duelo contra o Goiás valendo vaga nas oitavas de final da competição.

O JOGO

Logo nos primeiros minutos de bola rolando ficou nítido que ainda falta entrosamento para o time do Vila Nova. Alguns er­ros de passes, jogadores inde­cisos com o posicionamento e falhas de comunicação aconte­ceram algumas vezes durante o primeiro tempo e despertaram a insatisfação da torcida. Con­tudo, é preciso dizer que apesar dasdesafinadas, jogadasinteres­santes também foram criadas.

O primeiro ataque do Vila ocorreuaoscincominutosepelo setoresquerdo. OmeiaEliasten­tou o chute cruzado, a bola des­viou no meio do caminho e aca­bou sobrando com Gastón que emendou de primeira. O arre­mateforteatébalançouasredes, porém pelo lado de fora.

Aos 33 minutos foi a vez de Mateus Anderson ficar no quase. Maguinho cobrou o la­teral buscando Keké, que esta­va dentro da área. O atacante usou o corpo para proteger e depois rolou para Mateus An­derson que fazia a infiltração. O camisa 7 estava de frente para o gol e chegou batendo de primeira, entretanto pegou fraco na bola e só recuou para o goleiro Aranha.

A melhor oportunidade do Avaí ocorreu em um dos erros de comunicação da zaga colo­rada. Após cruzamento para a área do Tigre, o zagueiro Giaret­ta tentou cortar de cabeça, mas acabou jogando a bola para trás. A redonda ganhou a dire­ção do gol e só não morreu no ângulo porque o goleiro Pasi­nato conseguiu se esticar e pra­ticar uma defesa salvadora, jo­gando a bola para escanteio.

No final da primeira etapa, após uma boa trama da ofen­siva vilanovense, o Tigre ficou mais uma vez no quase. Elias avançou pelo meio e levantou a bola para Mateus Ander­son que escorou de cabeça. O próprio Elias foi de encon­tro à redonda finalizando de primeira, de perna esquerda. O chute rasteiro explodiu na trave e foi para fora.

Na segunda etapa a situação continuou parecida, apesar de muita correria e de uma tentati­va de manter a posse de bola, o time do Vila tinha dificuldades na criação. Isso foi fazendo com que o Avaí, aos poucos, conse­guisse se soltar e levar perigo, sobretudo nos contra-ataques.

A melhor chance do time visitante saiu aos 14 minutos. Após uma inversão de jogada, da esquerda para a direita, o atacante Lourenço girou e fi­nalizou bonito, surpreenden­do Pasinato que estava um pou­co adiantado. A bola carimbou o travessão. Cinco minutos de­pois foi a vez de o Vila responder. O centroavante Lincom tam­bém usou o corpo para girar e finalizar. Entretanto, Aranha fez a defesa no canto.

Aos 36 saiu o gol do jogo. De­poisdeumcruzamento queveio do lado esquerdo, o centroavan­te Lincon tentou subir, mas não alcançou a redonda que espir­rou na zaga do Avaí. A sobra de bolaficoucomMateusAnderson quefinalizoudeprimeira. Ochu­te rasteiro e forte entrou no can­to esquerdo do goleiro Aranha.

Com a vantagem no mar­cador, o Tigre soube se fechar bem e se defender de forma se­gura nos últimos dez minutos de jogo. O Avaí até ensaiou uma pressão, mas não conseguiu co­nectar nenhuma jogada mais incisiva e a partida terminou mesmo com o placar de 1 a 0 para o colorado.

Comentários

Mais de Esportes