Esportes

Goleiro reserva considera Ibra individualista

diario da manha
Jogador deixou a seleção, mas quer voltar para a Copa do Mundo(foto:divulgação)

A presença de Zlatan Ibrahi­movic na Copa do Mundo des­te ano, na Rússia, ainda é uma grande incógnita. O atacante de 36 anos havia se aposentado da seleção sueca, mas, com a classi­ficação do país para o Mundial, voltou a cogitar uma convoca­ção, a qual seria a última de sua carreira. Questionado a respei­to do assunto, o goleiro reserva da equipe Karl-Johan Johnsson não se mostrou muito animado com a possibilidade.

“Não tenho ideia (se Ibra será convocado ou não). Vai de­pender do treinador. Nós con­seguimos nos classificar para a Copa sem ele. Se for chamado, certamente jogará bem. A nos­sa equipe joga de forma coleti­va, todos os jogadores juntos. Zlatan, como pessoa e como jo­gador, é individualista. As joga­das para os gols são construí­das em torno dele, ao contrário de hoje, em que jogamos todos juntos. É um tipo diferente de jogo”, afirmou o arqueiro que defende o Guingamp-FRA, em entrevista concedida ao site francês “Main Opposée”, es­pecializado em goleiros.

Ibrahimovic se despediu da seleção sueca no dia 23 de ju­nho de 2016, quando o time per­deu da Bélgica e acabou elimi­nado da Eurocopa ainda na fase de grupos. Desde então, houve uma reformulação e foi adotado um estilo de jogo diferente, que acabou levando o país à Copa do Mundo, algo que não acon­tecia desde 2006, na edição se­diada pela Alemanha.

“É uma forma diferente de jogo quando você tem um jo­gador como Zlatan, Cristiano Ronaldo, Messi no seu time, é claro. Porque são jogadores de outra classe, você os usa em es­tilo diferente. Não sei se o trei­nador vai querer fazer uma mu­dança tão grande, mudar todo o sistema em que jogamos. Va­mos ver”, completou Johnsson.

Zlatan se transferiu do Man­chester United, onde não esta­va tendo muitas oportunidades, ao Los Angeles Galaxy-EUA no mês passado. O sueco estreou com dois gols e tem mostrado estar em boa forma. Em en­trevistas, Ibra garante que sua presença no Mundial depen­de totalmente de sua vontade, mesmo não afirmando se esta­rá em campo ou não. A convo­cação final provavelmente será divulgada no início de maio.

 

Comentários

Mais de Esportes