Esportes

Salvo pelo gongo

diario da manha
Jogadores do Juventus partem para cima do árbitro, após pênalti marcado para o Real Madrid(FOTO:DIVULGAÇÃO)

Pelo jogo de volta da Liga dos Campeões, Real Madrid e Juventus se enfrentaram no Santiago Bernabéu, em Madri. Mes­mo com a larga vantagem de 3 a 0 conquistada em Turim, a Juve foi buscar, repetiu o marcador com dois gols de Mandzukic e Matui­di. Entretanto, no último lance do jogo, o árbitro assinalou pênalti em Lucas Vásquez, após entrada dura de Benatia, e acabou expulsando o goleiro Buffon, por reclamação.

Na cobrança, Cristiano Ronaldo não perdoou e colocou o time co­mandado por Zidane em mais uma semifinal de Champions, pela oita­va vez consecutiva. Amanhã o sor­teio em Nyon, na Suíça definirá os confrontos. As equipes classificadas são: Liverpool, Roma, Real Madrid e Bayern de Munique.

Disposta a reverter a situação, a Juventus logo de cara abriu o pla­car, Douglas Costa tocou para Khe­dira, que da direita cruzou na cabe­ça de Mandzukic, o croata livre não perdoou e fez 1 a 0 com apenas dois minutos de bola rolando.

A pressão da Juve seguia, Dou­glas Costa escapou pela direita, ba­teu cruzado, exigindo boa defesa de Navas. No rebote, Higuain per­deu boa oportunidade. O Madrid respondeu com Bale, parando em Buffon, na sobra, o galês tentou de calcanhar, e mandou na rede pelo lado de fora. A equipe até chegou a balançar as redes com Isco, entre­tanto, foi pego em impedimento.

A partida seguia equilibrada, Mandzukic quase marcou o se­gundo dos italianos após cobran­ça de escanteio. Aos poucos, o Real começava a chegar com mais peri­go, Marcelo tentou de longe, mas a bola acabou subindo demais. Outra boa chance foi com Cristiano Ro­naldo, que parou em Buffon.

Mesmo com a melhora, a Velha Senhora conseguiu marcar o se­gundo gol. Aos 37 minutos, Lichts­teiner cruzou da direita na cabeça de Mandzukic, em lance pareci­do com o primeiro tento: 2 a 0 e festa da torcida italiana no Berna­béu. No último lance de perigo da etapa inicial, Varane cabeceou e a bola explodiu no travessão.

As alterações de Zidane começa­vam a surtir efeito na etapa comple­mentar. O Real Madrid pressiona­va, encolhia o adversário no campo defensivo, Cristiano Ronaldo tentou finalização de primeira, mas Buffon fez boa defesa. Entretanto, em boa escapada, Higuain exigiu interven­ção de Navas. O jogo seguia aberto.

Aos 15 minutos, a Juve conse­guiu o terceiro e milagroso gol, em cruzamento, Keylor Navas não se­gurou, e Matuidi empurrou para as redes. O resultado levava a par­tida para a prorrogação. Depois do terceiro tento, os mandantes saíram com tudo, enquanto que a equipe visitante se fechava e ex­plorava os contra-golpes para de­cretar a classificação.

No último lance do jogo em le­vantamento para a grande área, Lucas Vásquez sofreu pênalti, o árbitro acabou expulsando Buf­fon por reclamação. Na cobrança, Cristiano Ronaldo bateu e classi­ficou o Real Madrid.

As equipes agora voltam a pen­sar nos campeonatos nacionais. O Real Madrid pega o Málaga, fora de casa, no sábado pelo Espanhol. A Juventus receberá a Sampdoria no Italiano, em partida prevista para o domingo.

 

Comentários

Mais de Esportes