Esportes

Tencati lamenta expulsão e reclama de arbitragem

diario da manha
Treinador rubro-negro alegou falta antes do lance de gol do Coritiba(FOTO:PAULO MARCOS/ATLÉTICO C.G)

A derrota para o Coritiba dei­xou os torcedores do Atlético en­gasgados com o resultado. Isso porque a equipe apresentou me­lhor futebol jogado que o adver­sário, mesmo fora de casa e com um a menos em todo o segundo tempo. O meia Tomas Bastos foi expulso logo depois do gol sofrido pelo Dragão, mas o elenco goiano construiu várias chances de em­pate, principalmente com o cen­troavante Joanderson.

O único tento da partida foi marcado pelo volante Vinícius Kiss, após cobrança de escan­teio do meia Jean Carlos, ex-Vi­la Nova e Goiás. Antes do es­canteio, a comissão técnica e o elenco rubro-negro ficaram na reclamação por possível falta sobre o lateral-direito Alisson.

“No lance anterior ao gol ad­versário, houve uma falta no Alis­son, a qual o juiz não deu. Houve, inclusive, o meu protesto, tanto que o árbitro veio me chamar a atenção. Os jogadores ficaram en­volvidos no calor do jogo, na re­clamação, e esqueceram do posi­cionamento de bola parada, que a gente treina bastante e toma pou­cos gols. E a gente já sabia que os recursos do Coritiba poderiam ser dois: a finalização de fora da área ou a bola aérea”, explicou o técnico Claudio Tencati. O trei­nador reclamou muito da pos­tura da arbitragem após o jogo.

Logo após o gol tomado pelo Atlético, no início do segundo tempo, o meia Tomas Bastos foi expulso de forma direta após acertar uma cotovelada no ata­cante adversário Kady, no meio campo, depois de sofrer uma fal­ta. O lance desproporcional pre­judicou o Dragão no jogo, já que os goianos apresentaram um fu­tebol mais vistoso que o oponen­te, mesmo com um a menos ao longo da etapa complementar.

“O Tomas veio do Coritiba e deve ter ouvido várias provo­cações, até da própria torcida. Não poderia entrar nesse mé­rito, mas aconteceu. Vamos dar o apoio até porque precisamos dele e o elenco em si depende da colaboração do Tomas. Não concordamos com o revide, mas precisamos apoiá-lo pela sua importância. Na semana passa­da houve a vitória e ele (Tomas Bastos) fez gol, inclusive. Então acontecem os dias de vilão, os dias de herói e precisamos sa­ber dosar esses momentos”, opi­nou Tencati sobre a expulsão de Tomas Bastos, no início da eta­pa complementar.

 

Comentários

Mais de Esportes