Esportes

Um basta nas frustrações

diario da manha
Capitão colorado em 2017, Wesley Matos teve rápida passageme pela Ponte Preta, no início do ano (FOTO: DOUGLAS MONTEIRO/VILA NOVA F.C )

O Vila Nova segue com a sua rotina de preparação visan­do a estréia no Brasileiro Sé­rie B. O Tigre inicia a caminhada no nacional no próximo sábado (14), quando encara o Avaí no Ser­ra Dourada. Sendo assim, o co­lorado começou a apresentar os reforços que chegaram especifi­camente para essa competição. Dos 10 atletas já contratados, três foram oficialmente apresentados na tarde de ontem.

Dois deles são caras novas, os volantes Dener e Wellington Reis. O outro já é velho conhecido da torcida colorada, estamos falando do zagueiro Wesley Matos, capi­tão do time no ano passado e um dos responsáveis pela boa cam­panha na última Série B.

Em suas primeiras palavras no retorno ao Tigre, o jogador de­monstrou que novamente pre­tende ser um líder para a equipe. Depois de sentir na pele a perda do acesso no ano passado e ver de fora do campo as eliminações na Copa do Brasil e Campeonato Goiano esse ano, o capitão pediu um basta nas frustrações.

“No futebol a gente tem que aprender com os erros. Só que não dá para ficar empurrando isso toda vez, uma hora temos que aprender de fato. Não dá para toda hora que tivermos uma frus­tração falarmos isso e depois co­metermosexatamenteasmesmas falhas. É preciso ter um basta. Eu acho que nesse ano os detalhes serão cruciais. Não podemos fa­zer como no ano passado, ficar 22 rodadas no G-4 e perder a for­ça na reta final. É hora de nos reu­nirmos e fazer diferente esse ano”, disse o zagueiro.

VOLANTES

A posição de volante foi uma das mais carentes para o Vila Nova durante os primeiros meses do ano. Em várias partidas o técnico Hemerson Maria teve que impro­visar o lateral Gastón ou o zaguei­ro Heitor na função pela dificul­dade na reposição de suas peças lesionadas.

Agora, a diretoria do Tigre mos­trou investir no setor, trazendo dois jogadores. Um deles é Wel­lington Reis, aos 26 anos o joga­dor veio do Mirassol e acumula passagens por Fortaleza, Criciú­ma e Boa Esporte.

“Antes de vir para cá eu rece­bi muitas informações positivas sobre o clube, sobre a torcida e sobre como é estar aqui dentro no dia a dia. Acredito que o peso dessa camisa vai fazer muita di­ferença ao longo da Série B. Além disso, também precisamos traba­lhar muito forte para sermos me­recedores de estar entre os quatro que sobem no final da tempora­da ”, disse Wellington.

Já Dener é um pouco mais jo­vem, tem 23 anos. O jogador foi formado nas categorias de base do Figueirense e defendeu ape­nas o clube catarinense no pro­fissional. Ou seja, encara agora sua primeira transferência.

“Eu me sinto feliz e também preparado. O grupo me acolheu muito bem, temos grandes jo­gadores aqui. A minha ansieda­de é muito grande pelo fato de ser minha primeira transferên­cia no futebol, estou louco para poder mostrar minha capacida­de e quero muito ajudar o grupo a conseguir o nosso objetivo”, dis­se o jovem Dener.

 

50  Partidas como titular fez Wesley Matos pelo Vila Nova em 2017. O zagueiro marcou cinco gols nesse período

 

Comentários

Mais de Esportes