Esportes

Verde lamenta gol sofrido, mas valoriza resultado

diario da manha
Hélio dos Anjos gostou da performance em Florianópolis(FOTO:ROSIRON RODRIGUES/GOIÁS E.C)

O empate em 2 a 2 com o Avaí, pela quarta fase da Copa do Bra­sil, deixou um gosto amargo para o treinador Hélio dos Anjos. Ape­sar de ter conseguido o placar jogando longe de Goiânia, o es­meraldino chegou a estar duas vezes a frente do marcador. Mes­mo tendo sofrido o gol pratica­mente no último lance do jogo, o comandante deixou o resultado em segundo plano e fez questão de elogiar a performance do time durante os 90 minutos.

“Eu fiquei feliz demais com a performance. Eu vou esquecer o resultado, esquecer o gosto amar­go e vou pensar na performance contra uma equipe que tem tradi­ção na nossa divisão, que cai, mas está sempre subindo. No geral eu fiquei muito satisfeito, é amargo por tudo que aconteceu no jogo’’, analisou o treinador.

Quem também ficou com o gosto amargo da vitória ter esca­pado foi o meia Giovanni. No en­tanto, o jogador acredita que em Goiânia será diferente, principal­mente pelo fator campo e o apoio da torcida para o segundo jogo.

“Empatamos com um gosti­nho de derrota por tomar o gol nos últimos minutos. Sabíamos que poderíamos ganhar aqui, mas no Serra somos muito fortes’’, fa­lou o jogador para a Rádio CBN.

Com o fim dos primeiros 90 minutos, o treinador projetou a partida em Goiânia na próxima quarta-feira. Para o treinador, vencer a partida seria impor­tante para que o Avaí mudasse as suas características jogando a partida da volta.

“O segundo tempo em Goiâ­nia e eu só lamento que a carac­terística do time deles não é a ca­racterística de sair para o jogo. É um time precavido, é um time que gosta de ficar por trás e ter saída rápida. Eu gostaria de ter ganho o jogo porque eles teriam que fa­zer esse posicionamento no Serra Dourada’’, disse o treinador.

 

Comentários

Mais de Esportes