Esportes

Nos pênaltis, Athletico elimina Flamengo

Os gols saíram apenas no segundo tempo do jogo.

diario da manha
Foto: Reprodução

Flamengo e Athetico Paranaense fizeram um jogo e tanto na noite desta quarta-feira (17/7) na segunda partida das quartas-de-finais da Copa do Brasil 2019. O placar foi o mesmo do primeiro na semana passada no Paraná 1 a 1 e nos pênaltis

Com cinco minutos de jogo, as duas equipes partiram em busca do gol, mas o primeiro escanteio foi a favor dos paranaenses, cobrança errada e o Flamengo partiu para o ataque na sequência, dessa vez o escanteio para o rubro-negro carioca, a bola chegou até Gabigol que tentou o cruzamento para dentro da área, mas a zaga do furacão acabou cortando.

Na jogada mais perigosa, o atacante Licoln recebeu sozinho e tocou atrás para Everton Ribeiro, que passou para Diego que lançou Gabigol pela ponta esquerda. O atacante então cruzou para dentro da área e Arrascaeta apareceu para cabecear dentro da área, mas o goleiro Santos conseguiu fazer a defesa.

Aos 12′ da primeira etapa a equipe do Flamengo perdeu Arrascaeta que sentiu a coxa direita, Vitinho entrou no lugar dele e na sequência a equipe do Flamengo conseguiu chegar pela direita, Rafinha recebeu e cruzou para Licoln dentro da área que tentou colocar no canto do goleiro paranaense que salvou. Na sequência o goleiro Santos saiu jogando errado e mais uma vez a bola sobrou com Licoln que sozinho chutou em cima do goleiro adversário.

A melhor oportunidade dos paranaense foi aos 29′ do primeiro tempo, o atacante Marcelo Cirino conseguiu chegar a linha de fundo e cruzou para dentro da área, o meia Rony apareceu para bater pro gol, mas bola passou por cima do gol defendido por Diego Alves.

Jogo movimentado, mas gols apenas no segundo tempo

Com o um minuto da etapa complementar Marcelo Cirino conseguiu fazer a jogada pela esquerda e ganhar o escanteio, a bola foi alçada na área e a zaga do Flamengo conseguiu cortar e armar o contra ataque com Gabigol que carregou e tentou cruzar para quem chegava de trás, mas o lateral Márcio Azevedo chegou para cortar o cruzamento.

Aos 17′ da etapa final Vitinho recebeu pela esquerda e tentou partir para cima do lateral direito Jhonatan, conseguiu passar e cruzar para Everton Ribeiro que escorou de cabeça para Gabigol empurrar para o fundo das redes e abrir o placar na partida 1 a 0.

Aos 32′ da etapa final embora estivesse melhor, o meia Rony foi lançado pelo ponta esquerda do ataque do Athetico Paranaense que saiu na cara do gol e tocou na saída do goleiro Diego Alves para empatar a partida em 1 a 1.

Nos minutos finais o furacão teve a duas oportunidades a primeira com Lucho Gonzalez e na sequência foi a vez do meia Rony autor do gol de empate tentar no rebote da defesa carioca o chute de fora da área que passou do lado do gol defendido por Diego Alves.

Na sequência o Flamengo conseguiu uma falta com Rodinei cobrou rápido com Berrío, que lançou Gabigol que devolveu e Berrío fez o cruzamento para dentro da área e o meia Diego chegou para concluir para o gol, mas a defesa chegou para colocar a bola para fora.

Com o empate por 1 a 1, a decisão foi para os pênaltis, uma vez que repetiu o placar do primeiro jogo. Diego e Vitinho erraram para o Flamengo, Cuéllar marcou na terceira cobrança, enquanto inicialmente Jhonathan e Lucho Gonzalez marcaram para os paranaenses e na sequência Bruno Nazário teve a cobrança defendida por Diego Alves. Everton Ribeiro foi para a cobrança e o goleiro Santos defendeu a cobrança, Bruno Guimarães fechou o placar em 3 a 1 e elimina o Flamengo no Maracanã.

Flamengo: 1 – Diego Alves, 13 – Rafinha ( 2 – Rodinei), 43 – Léo Duarte, 3 – Rodrigo Caio, 6 Renê, 8 – Cuéllar, 10 – Diego Ribas, 14 – Arrascaeta ( 11 – Vitinho), 7 – Everton Ribeiro, 9 – Gabriel Barbosa e 29 – Lincoln (28 – Berrío).

Téc. Jorge Jesus

Atlhético Paranaense: 1 – Santos, 2 – Jhonathan, 14 – Robson Bambu, 4 – Léo Pereira, 6 – Márcio Azevedo (3 – Lucho Gonzalez), 5 – Welligton, 39 – Bruno Guimarães, 11 – Nikão (77 – Bruno Nazário), 10 – Marcelo Cirino (28 – Vitor), 9 – Marco Rubén, 7 – Rony.

Téc. Tiago Nunes

Comentários

Mais de Esportes