Goiás

Violência contra idosos aumenta em 70% durante a pandemia

A Polícia Civil de Goiás por meio da DEAI, está realizando uma série de diligências e campanhas de conscientização da população sobre a importância de combater o problema.

diario da manha

Nesta terça-feira (15) é o Dia Internacional de Combate à Violência contra os Idosos, problema agravado pela pandemia da Covid-19, que aumentou em cerca de 70% o número de casos nesse período.

Os adolescentes e a geração de adultos pararam de ir pra faculdade, escolas e começaram a conviver com idosos. Aí desencadeou essa violência psicológica, os maus tratos. A verdade é que a gente não sabe lidar com o idoso dentro de casa”, afirma o delegado à frente da Delegacia Especializada de Atendimento ao Idoso de Anápolis (DEAI).

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso de Goiânia (DEAI), está realizando uma série de diligências e campanhas de conscientização da população sobre a importância desse combate.

Nesse sentido, com o apoio da 1ª Delegacia Regional de Polícia a especializada deflagrou a Operação Senex, uma ação, que vai durar todo o mês de junho, e que faz parte de uma operação inédita em Goiás, para apuração de violência contra idosos.

Segundo a DEAI, a operação iniciada este mês foi planejada para realização de investigações em razão do aumento do número de denúncias de crimes em desfavor de idosos registradas durante o período da pandemia, pelos diversos canais disponibilizados pela Polícia Civil.

De acordo com a polícia, serão investigados crimes de maus tratos, abandono, violência doméstica, exploração financeira e outros correlatos previstos no Estatuto do Idoso.

A ação conta com 22 policiais civis e vai investigar mais de 500 denúncias neste período, realizando levantamento detalhado das situações, instauração de inquéritos policiais, solicitações de medidas protetivas e encaminhamentos para assistência social.

Até o momento, foram feitas mais de 200 visitas, resultando na instauração de inquéritos policiais e TCOs.

Segundo o delegado titular da Delegacia do Idoso de Goiânia, Alexandre Alvim Lima é importante toda a população se conscientizar da necessidade de oferecer denúncia.

“cerca de 80% dos casos de violência contra os idosos são praticados por familiares, então o idoso tem dificuldade de oferecer denúncia ou prefere não se manifestar pra não prejudicar o familiar, então qualquer pessoa que tiver ciência, um vizinho um outro familiar que faça a denúncia, que pode ser feita de forma anônima e a pessoa não precisa se identificar, afirma.

Comentários