Internacional

Madonna protesta pela Amazônia e troca o nome do presidente brasileiro

A cantora postou seu protesto e chamou Bolsonaro de Borsalino, o que gerou memes nas redes sociais.

diario da manha
Foto/Reprodução

A cantora Madona aderiu, nas redes sociais, a onda de protestos realizados por celebridades contra as queimadas na amazônia que já duram 18 dias. O protesto se espalhou rapidamente, não pela reclamação da cantora, mas sim porque a Diva Pop errou o nome do presidente Bolsonaro. Madonna chamou o presidente de ‘Borsalino’.

Os internautas não perdoaram a cantora e começaram a divulgar memes com a gafe cometida. Depois ela consertou a publicação e colocou o nome certo do presidente brasileiro, mas já era tarde porque as redes sociais continuaram difundindo o equivoco de Madona.

Além de Madonna, Taís Araújo, Bruna Marquezine, Anitta, Leandra Leal, Thainá Duarte, Leonardo Di Caprio, Demi Lovato, Lewis Hamilton, piloto de F1 e muitas outras celebridades nacionais e internacionais usaram suas redes sociais para fazer uma campanha pela preservação da Amazônia.

“Desde o começo do ano até agora, as queimadas aumentaram 83% em comparação ao mesmo período no ano passado. São mais de 72 mil pontos de incêndios. É triste, revoltante e não são fake news”, citou Camila Pitanga.

“As pessoas que tentam lutar para que isso acabe, um grande exemplo, Dorothy Stang, são assassinadas. Nesses lugares, a polícia, a fiscalização, não é tão forte como na cidade grande não são tão fortes. Nesses lugares existem matadores de aluguel e pessoas que silenciam essas pessoas que têm menos voz. Ninguém vai me silenciar e estou pouco me lixando para todos vocês que vão tentar fazer alguma coisa contra mim”, afirmou Anitta em uma série de vídeos sobre o assunto.

Comentários