justiça

Nego do Borel tenta silenciar Duda Reis e tem pedido negado

A decisão judicial impede que o cantor compartilhe imagens e vídeos íntimos de Maria Eduarda

diario da manha
(Foto: Reprodução/Instagram)

A justiça carioca negou o pedido de Nego do Borel que obriga sua ex-noiva, Duda Reis, a retirar vídeos e declarações que mancham a “boa imagem” do cantor. Além disso, ele também queria que Duda não tivesse permissão para falar mal dele em entrevistas e publicações, o pedido foi negado.

Deste modo, o cantor quer que a ex pague uma indenização por danos morais. Contudo, o juiz Marco Antonio Cavalcanti de Souza, da 4ª Vara Cível do Rio de Janeiro negou a liminar e aplicou um sermão no artista.

“Sem adentrar no mérito, entendo que, atualmente, diante de crescentes quantidades de casos de feminicídio, não se pode admitir qualquer utilização de meios jurídicos para que o suposto ofensor possa desqualificar os relatos de sua ex-companheira” , afirma o juíz.

Sendo assim, de acordo com as advogadas da influencer, Izabella Borges e Gizelly Bicalho, o cantor está proibido de se aproximar, estabelecer contato e frequentar locais nos quais ela e sua família estejam.

“A decisão judicial traz aspectos inovadores no tocante à proteção integral da mulher, pois proíbe o compartilhamento de imagens e vídeos íntimos de Maria Eduarda, além de impedir que Leno “marque” o nome da vítima e de seus familiares em postagens nas redes sociais ou envie mensagens e comente em suas postagens”, ainda segundo a nota divulgada pelas advogadas de defesa.

Por outro lado, Nego do Borel assumiu que traiu a ex-namorada porém negou as denúncias. Por conta disso, a Justiça estabeleceu medidas protetivas contra o cantor.

Além disso, o juiz ressalta que os suspostos fatos ilegais e abusivos de Borel serão investigados e julgados e a veracidade das afirmações de Duda.

Comentários