Opinião

Deep Web, o inferno é aqui e agora

diario da manha

André Luís Neto da Silva ,Especial para Opinião Pública

As trevas malignas do inferno não são subterrâneas: são reais; entre nós; na sociedade.

As pessoas só revelam quem realmente são quando estão sozinhas sem serem vigiadas.

Existe na internet um conjunto clandestino de comunicação perfeitamente natural, pois a internet é baseada em protocolos particulares de comunicação que não necessariamente devem passar pelas empresas operadoras de telefonia e nem pelas empresas provedoras de dados e conteúdo.

A grande maioria do volume de dados da comunicação mundial é composta por comunicação proveniente de computadores particulares não registrados nos órgãos oficiais de monitoramento de telecomunicações e que são configurados para serem servidores e provedores de dados clandestinos espalhados por todo o mundo.

Em teoria qualquer pessoa com conhecimentos medianos em informática é capaz de disponibilizar um computador simples com capacidade arcaica para servir como provedor de conteúdo criminoso proibido pela lei da maioria dos países do mundo.

Isso faz com que exista uma outra rede mundial de computadores desconhecida pelas pessoas comuns: a Deep Web (internet profunda). Na Deep Web o lado mais macabro do ser humano vem à tona. O inferno mostra suas garras nos sites criminosos, sangrentos e mortíferos criados, mantidos e visitados por um verdadeiro exército de psicopatas, maníacos e toda espécie de demônios humanos capazes das barbaridades mais repulsivas imagináveis.

Se você acha o ser humano cruel saiba que tudo o que é ruim pode piorar! Vejamos aqui apenas algumas das atrocidades disponíveis no inferno da Deep Web.

 

Grupos de ódio extremista

São inúmeros na Deep Web os extremistas que disseminam todo tipo de ódio e preconceito. Eles usam fóruns bloqueados, onde os usuários passam por diversos testes para entrar. Há crackers atuando junto com esses grupos. Há também os amadores, que não tem cuidado algum, porém, não deixam de ser violentos. Reúnem membros para marcarem ataques às suas vítimas, mostram imagens dos seus feitos, por exemplo, vídeos de grupos atacando gratuitamente judeus nas ruas: apresentam suas teses com seus motivos para seus preconceitos existirem e serem alimentados, recrutam pessoal e fazem iniciações desses recrutados.

 

Hitman’s –

Assassinos Contratados

Sicários brotam por todos os cantos da Deep Web. A maior parte é da Europa Central e Ásia e tem seus preços definidos por méritos (histórico de alvos já abatidos) e o nível da encomenda atual. O preço aumenta com a posição da pessoa diante a sociedade e a dificuldade para executar o alvo. Quanto maior a fama e contato com o público ou a dificuldade de eliminar o alvo, maior o preço. Seus sites ficam nas ultimas camadas e só podem ser encontrados por indicação de alguém que já foi cliente.

 

Videos Snuffs

“Vídeos Snuffs” é o termo utilizado para filmagens de assassinatos, onde em homicídios pré-meditados, o assassino filma seu crime. Comumente são atos de extrema brutalidade e violência.

Esse tipo de filme aparece aos montes pela Deep Web. Existem fóruns de pessoas que compartilham vídeos de assassinatos e se divertem com isso sem nenhum remorso.

 

Pornografia animalesca e grotesca

Todo tipo de pornografia é publicada na Deep Web. É uma bizarrice pior do que a outra, tão bestial, repulsiva e repugnante que faria até o Marquês de Sade parecer um amador! O pior entre elas, sem dúvida, é as “Child Porn”, a famosa pedofilia, que se prolifera aos montes e causa revolta.

As imagens as quais o “deepeiro” se depara na Deep Web são de vomitar. Esse é um dos maiores problemas da Deep Web: a pessoa está transcorrendo uma conversa com membros de um fórum aparentemente inocente, de repente, do nada, aparece um infeliz no fórum, entra na conversa e publica algo assim sem perguntar aos participantes do forum se alguém quer ver essa psicopatia doentia dele, forçando as pessoas a ver isso de surpresa e a ficar traumatizados para sempre.

Experimentos “Científicos” sádicos e doentios com Humanos Nos becos escuros das camadas mais pesadas da Deep Web, existem fóruns de compartilhamento de documentos e imagens sobre experimentos realizados com humanos, dos mais variados tipos. A maioria deles sem qualquer sentido, como emparedar humanos com besouros-tigres e constatar quantos dias ele resiste ou substituir as pernas dos humanos por patas de cabras.

Os “cientistas” (médicos, químicos e biólogos) que realizam esses “experimentos” alegam que “somente utilizam mendigos” como cobaias, como se isso justificasse e diminuísse a culpa ou a atrocidade cometida.

Fóruns de Canibalismo

Em 2003 um caso chocou a Alemanha e foi noticia no mundo todo. Um canibal confessou em um tribunal ter matado e comido uma pessoa a pedido da própria vítima. O “Canibal de Rotenburg”, diz ter conhecido a vítima e combinado como tudo seria feito através da internet. Uma investigação da policia levou a uma rede de fóruns de canibalismo escondidos na Deep Web: “Cannibal Cafe”, “Guy Cannibals” e “Torturenet” eram páginas usadas pelos canibais para marcar encontros e selecionar vítimas para a prática de canibalismo.

Nesses fóruns são publicados desde fotos e testemunhos de canibais até receitas para o bom preparo da carne humana. Mas o pior, certamente, são os voluntários. Isso mesmo, tem gente que se inscreve para ser “comida” literalmente. Alguns, apenas certas partes do corpo. Outros querem ser mortos e totalmente canibalizados.

 

Bonecas Sexuais Humanas

As bonecas sexuais humanas são meninas entre 8 a 16 anos, compradas de famílias miseráveis. Por centenas de dólares essas crianças são adquiridas pelos “Dolls Makers”. Em seguida são levadas a centros cirúrgicos clandestinos e transformadas em bonecas vivas que não apresentem resistência às perversões sexuais dos seus donos. Seus membros, braços e pernas, são amputados e substituídos por próteses de silicone. As cordas vocais são retiradas e os dentes arrancados e trocados por dentes de borracha.

O preço varia entre 40 mil dólares a 700 mil dólares, dependendo das exigências feitas. A boneca ainda vem com uma espécie de manual de instruções, dizendo como alimentá-la e realizar as demais necessidades básicas humanas para a sobrevivência, já que ela depende do seu dono para tudo a partir daí.

 

Tortura por encomenda

Existem clubes secretos, onde alguns ricos e poderosos vem de todas as partes do mundo com o intuito doentio de realizar seus prazeres demoníacos contra crianças e adolescentes, descendentes de famílias miseráveis vendidos por seus pais e condenados ao terrível destino de tortura sádica e cruel até a morte. Existem até sites protegidos por senha em níveis e camadas de autenticação onde o milionário escolhe sua vítima e paga por ela em BitCoins (a moeda virtual mundial) antes de ir ao clube clandestino de tortura se encontrar com outros milionários do mundo inteiro e iniciar o massacre da sua vítima diante de uma platéia igualmente psicótica e criminosa.

Além de vários outros “serviços” disponíveis como sites de estupro, tráfico de órgãos humanos, sites ensinando a fazer armas químicas, biológicas e bombas caseiras, entrega de drogas em domicílio, prestação de serviços hackers de invasão e destruição da reputação e da vida virtual alheia.

Em terra sem lei o que impera é a lei do cão, onde o mais forte sobrevive! A Deep Web é apenas o reflexo do que o ser humano é quando tem toda a liberdade que quer ter.

“As trevas malignas do inferno não são subterrâneas: são reais; entre nós; na sociedade.

As pessoas só revelam quem realmente são quando estão sozinhas sem serem vigiadas.”

 

(André Luís Neto da Silva Menezes, pseudônimo: Tiranossaurus Rex – publicitário, inventor, filósofo, músico, integrante da Royal Society Group e vice-presidente da Associação Canedense de Imprensa – [email protected])

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 22:23

Brasília – Prazo de validade vencido

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar