Opinião

Escandaloso fundo partidário

diario da manha

Se o governo Dilma, infelizmente, não tem hoje por sua exclusiva culpa recursos nem para pagar o cafezinho do Planalto, tal é a penúria que vive esse governo, o Senado, ao aprovar o Orçamento da União de 2015, impiedosamente aumenta o gasto improdutivo público ao incluir uma emenda que reajusta o Fundo Partidário dos atuais R$ 289,5 milhões para estúpidos R$ 867,5 milhões. Tudo, diga-se, aprovado na calada da noite! Uma afronta à sociedade brasileira! E uma demonstração clara que o Congresso, assim como age também o PT, se lixa para os quase três milhões de manifestantes que saíram às ruas e avenidas deste País no último domingo condenando a corrupção, incompetência administrativa e usurpação de poder. E essa esperteza, ou traquinagem desprezível dos senadores, não pode ficar impune! Já que tentam os parlamentares esconder com esse aumento monumental das verbas deste fundo (como se idiota fôssemos), o financiamento público de campanha de forma antecipada! E o vice-presidente da República, Michel Temer, quando diz que “o Congresso é senhor absoluto da reforma política”, deixou por conveniência de acrescentar que esse mesmo Congresso também tem sido senhor absoluto em nos indignar! Já que essa emenda de aumento da verba do fundo partidário foi feita por Romero Jucá, ou seja, membro de seu partido, o PMDB… É uma vergonha!

(Paulo Panossian, via e-mail)

 


 

56 anos do Diário da Manhã

Existência democrática

opiniao6

Na qualidade de deputado, comunicador e leitor assíduo, parabenizo o jornal Diário da Manhã pelos seus 56 anos de uma democrática e informativa existência. Aprendi há décadas a folhear as páginas deste jornal diariamente para me informar e navegar pelas mais variadas opiniões no “grande debate de ideias” que o DM promove em suas edições. O Diário da Manhã é leitura obrigatória do povo goiano. Parabéns à diretoria pela ousadia e aos funcionários pela produção de um dos jornais mais importantes do Centro-Oeste, com seus 56 anos de pura liberdade.

(Humberto Aidar, deputado estadual – PT, via e-mail)

 


 

A farsa do PMDB

 

O PMDB hoje deu o pontapé pra sacanear e continuar tudo como está. Fez teatro apresentando um projeto de reforma política, mas mantendo o financiamento privado de campanha, pai e mãe da corrupção. Quem não entendeu ainda tá no meu livro. Estudiosos da política dizem que se apenas uma medida fosse lhes dado a escolher, escolheriam o fim do financiamento privado.

Resta pegar com Gilmar Mendes a proposição já aprovada pelo STF. Tire suas dúvidas, fique por dentro e atue, antes que seja tarde.

(Míriam Moraes, via facebook)

 


 

Responda-nos quem puder

Qual a mensagem o “Partido dos Trabalhadores – PT” quis passar para o povo confirmando a continuidade de João Vaccari Neto na presidência do partido, mesmo sabendo que ele tem o nome envolvido nos casos Bancoop e Operação Lava Jato?

(Leônidas Marques, via e-mail)

 


 

O desvio do juiz

 

O desfalque aos cofres da Petrobras é tão estarrecedor que um juiz confessa ter se apropriado de valores sob a sua guarda e este absurdo é quase despercebido.

(Josuelina Carneiro, via e-mail)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais