Opinião

Um comandante que orgulha os goianos

diario da manha

Ubiratan Reges de Jesus Júnior,Especial para Diário da Manhã

A Polícia Militar do Estado de Goiás está diante de um grande desafio: nosso comandante-geral, coronel Sílvio Benedito Alves, foi escolhido por aclamação presidente do Conselho Nacional dos Comandantes-Gerais, entidade que congrega os líderes maiores das forças policiais militares e de bombeiros militares de todo o País. O desafio é do nosso comandante, mas se estende também a todos os praças e oficiais porque precisamos dar o exemplo para o Brasil de que nossa instituição é coesa, forte e presente na defesa da sociedade goiana.

O cargo representa o comando dos trabalhos de planejamento, articulação e orientação das forças de segurança dos militares estaduais. Por isso, nossa responsabilidade como integrantes da Polícia Militar goiana é aumentada porque seremos olhados de modo diferente pelas outras forças do País afora. Temos de dar exemplo de ser uma polícia atuante na proteção da sociedade e na garantida da cidadania. Precisamos estar alertas no planejamento estratégico e na execução das missões que diariamente nos são confiadas e temos de dar o exemplo de que comando e tropa forma um corpo coeso e harmônico no cumprimento de seu dever constitucional.

Nosso comandante-geral é o líder de uma tropa bem comandada pelos oficiais formados em uma das melhores academias militares do País. Ele próprio tem um respeitado histórico de serviços prestados a partir de uma preparação eficiente e ampla que faz da PM de Goiás uma referência, motivo de orgulho para todos os goianos.

Agora, na presidência do CNCG nosso comandante-geral poderá mostrar ao Brasil com mais evidência o trabalho que é feito pela Polícia Militar de nosso estado. Seremos vistos como uma instituição que prepara seus praças e oficiais para potencializar suas ações com o que há de mais moderno em termos de equipamentos e que são homens e mulheres conscientes do seu papel de cidadãos e de construtores de uma sociedade cumpridora de suas obrigações legais. Em nossa academia e cursos de formação são ensinados à exaustão eu fora da legalidade não há liberdade, nem democracia e que a cidadania vira um vago sonho.

Por isto é necessário um chamamento à reflexão de todos os integrantes da PM de Goiás para olharmos com maior atenção para o papel que desempenhamos na construção do estado democrático de direito. Precisamos saber quais são os limites para agirmos na garantia da lei em perfeita sintonia com a relação humanizada com nossa população.

A representação assumida pelo coronel Sílvio Benedito Alves é um reconhecimento das demais forças dos Estados e do Distrito Federal de se trabalho e de sua liderança. Por isso, precisamos mostrar que ele lidera uma tropa de respeito e de excelência nas ações de segurança pública.

Muitas foram as conquistas de nossa corporação sob o comando do coronel Sílvio, como promoções de oficiais e praças, melhoria nas condições de trabalho, negociação salarial e com a garantia de que em breve deveremos ter a Faculdade da Polícia Militar em funcionamento, mostrando ao Brasil que somos uma força ativa e inteligente na garantia da segurança de nossa população.

Esteja certo, coronel Sílvio, estamos todos a postos para cumprirmos nossa missão e ajudá-lo a mostrar ao Brasil o valor inestimável da Polícia Militar de Goiás.

 

(Ubiratan Reges de Jesus Júnior, tenente-coronel da Polícia Militar de Goiás, diretor do Colégio da Polícia Militar Hugo de Carvalho Ramos e presidente da Associação dos Oficiais da Polícia e Corpo de Bombeiros Militar)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais