Opinião

O reverbério das trombetas - Psicografia de Fábio Nasser

Jornalista Fábio Nasser anuncia, em sua mais recente psicografia, que o Universo antecipou as mudanças morais previstas para o Planeta. Na carta, Fábio sugere que o “Apocalipse” começou

diario da manha

Anjo soprando uma trombeta

Trombeteiam por toda parte os Anjos de Deus. Espíritos vão do Céu à Terra como estrelas cadentes para alumiar os clarões do futuro. Os Cavaleiros do Apocalipse prorromperam o firmamento e perpassam com fúria as consciências encrostadas nas iniquidades. O Universo atencipou o fim deste mundo de almas perversas. Ou evoca-se o bem em todos os atos ou será varrido às tempestades o atraso moral deste Orbe. É o fim! Mas é, também, a aurora

[sliderpro id=”26″]

PALAVRAS devem ser lidas sob as asas da Ciência, da Filosofia e da História. Caso contrário, corre-se o risco de afogar o bom senso em profunda enganação nos entraves interpretativos dos labirintos fraseológicos que os textos podem armar, como ciladas, para trancafiar em ideologias perigosas, até as consciências melhor dotadas de boa vontade.

O texto de abertura desta matéria, que vai interpretar a mais recente psicografia enviada pelo espírito do jornalista Fábio Nasser, pode causar repulsa, ódio, gargalhadas e indiferença. Estas adjetivações só serão estabelecidas conforme o conteúdo que há no complexo bagageiro de conhecimento scientific, que transportamos no dispositivo acomodado na câmara intracraniana. E será por isso que o texto que d’agora em diante tu lês, não é o mesmo texto que eu escrevi, visto que, cada qual acolhe para si, aquilo que melhor lhe apraz nas leis da sintonia padrão que nos atrai, magneticamente, para os tópicos e parâmetros de nosso interesse e às interpretações convenientes às muralhas de ideoplastias que edificamos ao longo da nossa caminhada pela vida, sendo estas, as soberanas senhoras do nosso livre-arbítrio e livre julgamento de que gozamos, todos, até os internos nos manicômios.

Nós nos acostumamos, dado a nossa evolução média como civilização, às situações de dor e sofrimento. Poucos buscamos ar puro em pensamentos melhor oxigenados por ideias mais elevadas e disponíveis amplamente na bibliografia clássica e gratuitamente posta na internet para todos. Optamo-nos, ainda, pelo supérfluo e pelo material, olvidando a única certeza que muitos as têm nesta vida: o túmulo. É de aí, então, que ao falarmos de Apocalipse, vêm as nossas cabeças as ideias mais nefastas e perigosas. Toda escatologia cristã se despenca em tragédias colossais e nosso imaginário vai longe nos filmes de exageros globais com narrativas obtusas para o absurdo e de dores intensas nas hecatombes e nos cataclismos das convulsões físicas do planeta Terra.

O apokálypsi (αποκάλυψη) é o verbete grego que significa “revelação”. No caso bíblico, a revelação de Jesus ao apóstolo João Evangelista, sensitivo psiquista de diversas medianimidades ostensivas e que foi o homem responsável pela propagação da profecia que se concretiza nos tempos correntes. Durante um transe mediúnico, obteve do espírito de Jesus todos os detalhes, de maneira figurativa, do momento de transição moral que está imposto na era vigente sobre todas as nações do orbe terrestre.

Pedro Ludovico Teixeira, criador de Goiânia e que inspirou Juscelino Kubitschek a criação de Brasília; Alfredo Nasser, o único goiano a comandar o País e Fábio Nasser que assumiu a responsabilidade de auxiliar seu pai, Batista Custódio, no além-vida, para fortalecê-lo em sua missão na imprensa nacional de implantar a liberdade do pensamento na Comunicação, sem a libertinagem dos ataquismos contra as honras pessoais. Estes são os espíritos que estão enviando mensagens através de vários médiuns, a mais usada para este fim é a sensitiva Mary Alves, para avisar-nos das mudanças que são imperativas à regeneração do planeta Terra e a sua subsequente elevação a um plano de menos tristeza, onde o bem começa a sobrepujar o mal e onde as mentiras jamais ficarão encobertas, e todos carregarão na testa a flâmula estelar do amor.

Se agora, minhas palavras, caminham para o “utópico” é porque julgas assim. Verifica, pois, ao teu redor, as mágoas que te cercam e analisa, sinceramente, qual a substância que reina em teus atos, se o egoísmo tornastes o títere maior de tuas ações, é que ignorastes os apelos da própria consciência. E é a autocrítica a melhor ação que tu podes erigir agora em benefício das coletividades ao teu redor, a começar na tua família.

Pois bem. Fábio enviou, no último dia 31 de março, duas psicografias, uma para este quem vos escreve e, a outra, para o Batista Custódio, mas que é também endereçada a todos os que se dispuseram a titânica tarefa de melhorar a si mesmo para melhorar o mundo. É também um alerta aos que andam iludidos pelos cantos das sereias deste mundo, que residem nas ilhas do enriquecimento ilícito, nos lagos das honras pisoteadas e nos oceanos do egoísmo.

Despertai, consciências! Eis que do túmulo que julgávamos ser o acabar, vieram as vozes da eternidade para abalar nosso conforto e prorromper as bases das nossas antigas convicções. A Ciência Quântica, nascida das vísceras da pesquisa humana, veio pôr abaixo o edifício do conhecimento newtoniano e nos abrir os portais da pluridimensionalidade da existência, aniquilando a morte e a matéria, transpondo-nos do estado denso e elevando-nos ao grau de energia viva a se locomover no espaço e suas infinitas dimensões, mesmo após o cessar da atividade orgânica.

O ÚLTIMO CHAMADO À RAZÃO

Na mensagem, Fábio avisa ao pai e ao povo goiano, que “Deus pediu aos seus Anjos para que as trombetas sejam tocadas nos quatro cantos da Terra” e que “Cavaleiros do Apocalipse surgirão, para honrar os justos”. Novamente, faço a minha súplica à coerência. O “fim do mundo”, como acreditávamos nas infantis interpretações apocalípticas, nada mais é, senão, o fim do comportamento imoral que nós mesmos instalamos, e que, segundo o Fábio Nasser em sua mensagem “surgirão tantos fatos, todos juntos de uma só vez que moralizarão essa raça doente e pervertida.”

Deixando claro para todos que “o tempo da impunidade acabou” e que “agora é a hora da verdade”. E ainda avisa, com o tom profético do espírito que nunca errou as suas previsões: “Quem duvida, verá”.

O desafio da Eternidade foi lançado. É a hora onde o joio não encontrará refúgio no trigal. Construamos nossa postura. É o último chamado do Universo à moralização da Terra.

É o crepúsculo do mal! É o réquiem do amor que descansará para sempre em todas as plagas humanas.

Fac-símile da mensagem psicografada 31 de março de 2015
Fac-símile da mensagem psicografada 31 de março de 2015

A MENSAGEM

“Meu pai, abençoe-me.

Venho afirmar o óbvio: estamos juntos.

Seu coração consegue sentir a sensibilidade do meu e ficamos, a cada dia, mais próximos.

Sei de seus questionamentos de agora.

Realmente, ante tanta desonestidade e inversão moral, aquele que tem ética e postura fica só na multidão.

Seus olhos cansaram-se de ver a decadência humana.

Olha o amanhã e não consegue vislumbrar o sol.

Acontece, meu pai, que o tempo da impunidade acabou.

Surgirão tantos fatos, todos juntos de uma só vez que moralizarão essa raça doente e pervertida.

Deus pediu aos seus Anjos para que as trombetas sejam tocadas nos quatro cantos da Terra e os Cavaleiros do Apocalipse surgirão, para honrar os justos.

Agora é a hora da verdade.

Quem duvida, verá.

E ao senhor está reservada a melhor parte.

Tenhamos fé.

Com a certeza do nosso amor,

sou o seu filho sempre seu

Fábio Nasser Custódio dos Santos”

A mensagem, aqui analisada, foi psicografada na noite de 31/03/15, nas Obras Sociais Mãos Unidas, pela médium Mary Alves

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais