Opinião

A fala de um líder empresarial

Paulo Cesar de Oliveira ,Especial para Opinião Pública

diario da manha

O remédio na dose errada vira venenoso e mata o paciente. Foi isto, na linguagem direta o que diz Olavo Machado(hoje um dos lideres nacionais do empresariado brasileiro), presidente da Federação das Indústrias de Minas, em discurso pelo Dia da Indústria. E olha que o empresário mineiro é dos mais otimistas em relação à superação de uma crise econômica que considera das mais graves de nossa história por vir acompanhada de inflação alta, horizonte de desemprego, excesso de amarras legais para a ação do empreendedor e, para completar, uma crise política que vai se mostrando, a cada dia, mais séria e sem controle. Ainda tomando emprestadas as colocações de Olavo Machado, temos o dever do otimismo, mas não podemos cair no erro da ingenuidade. Não podemos acreditar que sairemos da grande crise já instalada, e que se avizinha maior, sem cobranças, sem pressões. Sem demonstrarmos insatisfação com esta brincadeira infantil de controle do poder entre Executivo e Legislativo, com o conivente silêncio do Judiciário. Precisamos conhecer a realidade, ensina o líder industrial mineiro, para enfrentá-la e modificá-la. Verdade. Mas sem exigirmos transparência do governo, sem sabermos para onde estão nos levando com o novo modelo econômico,  não transformaremos nada. Ninguém muda, ninguém transforma aquilo que não conhece. Pelo que nos foi apresentado, vamos seguir por um caminho já muito conhecido nosso, o do  controle da inflação via recessão. Segurar para, depois começarmos, lentamente, crescer. Fórmula antiga que pode ou não dar certo. No nosso caso, considerando  a inexistência de uma liderança real, não líder de distribuição de favores e supostos benefícios sociais, é fácil apostar que não dará certo. Pelo menos enquanto não fazermos as reformas necessárias. Enquanto leis e incompetência, juntas, criarem tantas armadilhas para quem quer investir. Quem sabe conseguimos fazer o governo dormir? Aí, enquanto ele dorme, o país cresce.

 

(Paulo Cesar de Oliveira – jornalista e diretor-geral das revistas Viver Brasil e Robb Report)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais