Opinião

Cantiga de Mãe

Judite Furtado Miranda ,Especial para Opinião Pública

diario da manha

Te gerei com muito amor,

carinho e emoção.

Te dei tudo que eu tinha,

meus beijos e o coração.

Te mostrei o lindo céu,

a luz, estrelas, o mar.

Te fiz ver a noite escura,

também o sol raiar.

Abri portas e janelas,

deixei o sol entrar,

para beijar o teu rosto,

quem sabe te acordar.

Te coloquei em meu colo,

para te dar o mamar.

De mãos postas te ensinei,

falar com os anjos, rezar.

Segurei em tuas mãos,

te ensinei a andar.

Te embalei em meus braços,

para teu sono chegar,

dormires feliz ouvindo,

a doce eterna canção,

da mãe que canta para o filho,

com o próprio coração.

 

(Judite Furtado Miranda, Cadeira nº 44)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 22:23

Brasília – Prazo de validade vencido

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar