Opinião

Objetos antigos: um projeto ousado que veio para ficar!

João Nascimento ,Especial para Opinião Pública

diario da manha

 

Criado especialmente para quem ama objetos antigos e antiguidades, o ObjetosAntigos.com é uma iniciativa que veio para ficar e fazer sucesso.

Trata-se do primeiro classificados online do Brasil exclusivo para objetos antigos e antiguidades em geral, para que todos, especialmente os amantes e colecionadores, enfim para o profissional antiquário, possam se conectar e, com isso, perpetuar a história que envolve objetos antigos, antiguidade e colecionáveis de modo geral.

“A plataforma representa memória, história e resgate sociocultural de itens raros e quase sempre únicos. O objetivo é reunir o maior acervo de objetos antigos e antiguidades em um só lugar de modo a divulgar e agilizar a realização dos negócios deste mercado”, ressalta Gabriel Uarian, CEO do projeto.

De acordo com Uarian, todos os anúncios são gratuitos.  Para anunciar basta fazer o cadastro no site www.ObjetosAntigos.com, acessar o painel administrativo, adicionar a foto do objeto, escrever o título e a descrição do produto, selecionar a categoria e subcategoria do objeto, informar e-mail ou telefone do vendedor. Todos os anúncios são moderados para guardar a exclusividade do site para o mercado de antiguidades e objetos antigos.

“Por isso optamos pelo modelo de “classificados” onde o comprador “volta no tempo” e entra em contato com o vendedor, procura saber do objeto, negocia o valor do item, visto que no mercado de objetos antigos existe a premissa de formação de preço “caso a caso” e fatores diversos interferem na definição final de preço e do aceite do mesmo entre as partes, resultando até em posterior relacionamento de amizade entre comprador e vendedor (assim como acontecia antigamente), visto que neste mercado, diferentemente dos demais, prevalece uma espécie de comunidade, onde compradores e vendedores, quase sempre são adeptos, amantes e colecionadores, e por assim serem, trocam experiências, durante e após venda de itens entre si”, esclarece.

O crescimento do mercado de objetos antigos tem acompanhado a expansão da internet pelo mundo e segue uma busca natural das pessoas para a propriedade de objetos exclusivos, com histórias e memórias antigas.

O interesse pelo segmento hoje na internet é calculado em mais de 500 milhões de pessoas.

Além do site, o projeto ObjetosAntigos conta com um canal no YouTube (youtube.com/objetosantigos) e transmitido pela DMTV (sua TV na WEB) com programas periódicos, reportagens, histórias e curiosidades de pessoas e objetos que fazem parte do universo dos objetos antigos e antiguidades, a exemplo da big reportagem com o renomado colecionador Jota Mape.

 

(João Nascimento, jornalista)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 22:23

Brasília – Prazo de validade vencido

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar