Opinião

Anápolis eixo do Centro-Oeste

Manoel Vanderic,Especial paraDiário da Manhã

diario da manha

 

Anápolis é classificada como um dos mais importantes ramais rodoviários do Brasil. Onde se encontram ou se entrelaçam as BRs 060, 153 e 414, e duas rodovias estaduais, as GOs 222 e 330. Em decorrência de sua estratégica localização geográfica – entre Goiânia e Brasília – Anápolis é uma das cidades mais privilegiadas do interior do país. Eixo de um fantástico mercado de sete milhões de consumidores, localizado a apenas 1.300 km de 60% do PIB do Brasil, o município assume o seu legítimo lugar no mapa socioeconômico do Centro-Oeste, ao consolidar a sua vocação industrial, focada em tecnologia e logística. Com acesso aos maiores mercados de consumo do país, mão de obra abundante e qualificada, boa infra-estrutura econômica, linhas de crédito competitivas, através de incentivos fiscais, e um mercado de consumo regional em plena ascendência, Anápolis desponta com uma das melhores cidades do Brasil para investimentos.

Desde 2009, mais de 31?mil empresas foram abertas na área de influência do corredor de riqueza formado por Goiânia, Anápolis e Brasília. É, de longe, o maior pólo de atração de novos negócios entre os dez principais eixos de desenvolvimento brasileiros. Segundo pesquisa encomendada pela revista Exame, outras 70 mil empresas virão para este corredor até 2025.

A história de Anápolis tem íntima relação com os segmentos comercial e industrial. É um grande centro comercial e tornou-se, desde 1976, sede do maior e mais pujante distrito industrial do estado. Anápolis granjeou dois títulos pela força de sua indústria: “Capital Brasileira dos Medicamentos Genéricos” e “Capital Industrial do Estado de Goiás” gerando riqueza econômica e bem-estar social com influência numa grande região.

Em Anápolis está o Daia, maior complexo industrial do Centro-Oeste, com cerca de 20 mil vagas de emprego e quase 200 indústrias, entre as quais a montadora da Hyundai. O segundo maior pólo farmacêutico do Brasil. O maior centro de produção de medicamentos genéricos da América Latina. O Porto Seco Centro-Oeste, estação aduaneira que impulsiona a exportação/importação e projeta Anápolis nos mercados interno e externo e um importante complexo logístico em implantação, que vai operar os modais de transporte rodoviário, ferroviário, nos trilhos das ferrovias Centro-Atlântica e Norte-Sul, e aéreo, através do Aeroporto Internacional de Cargas, em construção.

O aumento substancial da rede atacadista e do comércio varejista, o advento de lojas de departamento e shoppings, os avanços no setor de prestação de serviços para atender a grande demanda da indústria e da construção civil, a preparação de mão de obra, através da criação de dezenas de cursos técnicos, tecnológicos e universitários, bem como o boom imobiliário e a verticalização elevam as taxas de crescimento do Município, cujas estatísticas mudam da noite para o dia.

Na esteira do desenvolvimento estratégico do município, a nova diretoria da Associação Comercial e Industrial de Anápolis prioriza o resgate do processo de industrialização, a partir da revitalização e ampliação do Daia, em caráter de urgência máxima. Tribute-se ao presidente Anastácios Dágios a sinergia que gerou mobilização e ação conjunta pela retomada do desenvolvimento industrial, pedra angular da consolidação de Anápolis como eixo da economia do Centro-Oeste.

 

(Manoel Vanderic, jornalista)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 22:23

Brasília – Prazo de validade vencido

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar