Opinião

Equilíbrio nas ações de inovação e manutenção é o caminho do desenvolvimento de Anápolis

João Gomes ,Especial para Opinião Pública

diario da manha

 

Ao longo destes anos à frente da gestão municipal de Anápolis, temos enfrentado constantemente alguns dos desafios comuns que permeiam as administrações públicas por todo o Brasil: a adequação do orçamento municipal versus atender à demanda de investimentos. Sejam nas melhorias a serem implementadas na cidade ou mesmo na manutenção do aparelho público em seus diversos atendimentos, há um déficit ininterrupto na formatação desta equação. Falta dinheiro para tantas urgências e obras inéditas.

Reconhecemos que fomos escolhidos pela população em duas oportunidades para gerar resultados, e não desculpas sobre como ou porque não podemos realizar determinadas tarefas. Mais ainda: nossa equipe tem por objetivo cumprir uma série de metas e realizações. E para conquistar este espaço, portanto, buscamos uma agenda positiva, através da qual insistimos sistematicamente no trabalho de planejamento. Somente com a programação das ações e o uso da criatividade na administração é que podemos obter tamanhas conquistas como as que já compartilhamos com a população de Anápolis nestes últimos seis anos.

Neste sentido, o estabelecimento de parcerias com outras esferas públicas é fundamental. Com o auxílio de parlamentares goianos – e aqui fica o registro da profícua parceria com o deputado Rubens Otoni, que é da cidade de Anápolis – temos desbravado os caminhos do Distrito Federal na peregrinação por projetos e programas nos diversos ministérios. O objetivo é adaptá-los e trazê-los a Anápolis. Seja para aumentar o conforto da população, gerando qualidade de vida, ou mesmo para atender às diversas demandas reprimidas, temos insistido em ter o Governo Federal, e também o Estadual, como um parceiro perene em nossa gestão.

Com estas ações conjuntas inserimos na cidade mais recursos e, automaticamente, nos permitimos reprogramar verbas do tesouro municipal para a realização de trabalhos cotidianos, de menor aporte, mas não menos importantes, que demandam atenção constante.

Na última semana, por exemplo, tivemos a chance de visitar o diretor geral da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) a fim de cobrar agilidade e investimentos em obras do contorno rodoviário de Anápolis.

Com sua posição estratégica, hoje, este circuito rodoviário é compartilhado não somente por anapolinos e pelo tráfego urbano, mas tornou-se um trecho de passagem para o escoamento da produção de regiões importantes de Goiás. Além disto, é uma área de tráfego intenso para o acesso tanto à capital goiana quanto ao distrito federal. Também apresentamos a demanda de iluminação daquele perímetro, a fim de gerar mais segurança aos condutores.

Através deste tipo de mobilização, que, assim como em outras oportunidades, já nos gerou uma série de benefícios, mantemos grande expectativa de conquistarmos melhorias para a cidade.

Ações desta natureza nos alivia o orçamento, com o qual podemos destinar aportes mais significativos no combate das demandas reprimidas ou que precisam de atenção perene, como é o caso do programa de recapeamento e tapa-buracos da malha asfáltica urbana.

Neste início de semana realizamos visitas técnicas a alguns pontos de atendimento feito pelas seis equipes disponíveis que hoje se revezam pela cidade minimizando os efeitos do intenso tráfego sobre uma malha viária antiga e muitas vezes precariamente executada. Temos o objetivo de ir refazendo este trabalho, substituindo o antigo pelo novo, com maior qualidade e durabilidade, mas precisamos assegurar ao condutor o deslocamento com segurança e a preservação de seu bem patrimonial, sem gerar danos.

E é no equilíbrio destas ações que seguimos trabalhando a fim de buscar a Excelência nas intervenções da gestão municipal, mirando o incremento na qualidade de vida do anapolino em seu cotidiano.

 

(João Gomes, prefeito de Anápolis)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais