Opinião

Terceirização em tempos de crise

diario da manha

Terceirização é uma tendência moderna de transferir para terceiros suas atividades secundárias, que não fazem parte do negócio principal da empresa. Essa estratégia de gestão surge da necessidade de se especializar na principal atividade da empresa para se tornar competitiva no mercado. Porém, é um processo que requer cuidados na hora da contratação, mas se mostra muito útil para que a empresa reduza custos e aumente a qualidade dos produtos ou serviços prestados.

Em tempos de crise a terceirização se mostra muito eficiente para que a empresa, a partir de parcerias com outras empresas especializadas nas atividades complementares, possam concentrar seus esforços nas atividades essenciais. Exemplos disso é a transferência de serviços de limpeza, segurança, manutenção e portaria muito utilizada por muitas empresas, nas quais as atividades centrais são outras.

As empresas utilizam a estratégia de terceirização para obter vantagem como a diminuição de desperdícios, maior agilidade nas tomadas de decisão por causa da redução de atividades meio, redução do quadro direto de empregados, aumento da especialização do serviço e da qualidade, aumento da produtividade e competitividade, além de maior lucratividade e crescimento empresarial.

Antes de fazer uma terceirização, é preciso antes de qualquer coisa se planejar, saber as reais necessidades da terceirização, conhecer os benefícios que ela pode trazer para a empresa, verificar qual os riscos dessa terceirização, afinal é preciso conhecer bem as atividades da empresa para poder transferir para terceiros o que realmente pode ser terceirizado sem gerar futuros prejuízos.

O próximo passo é avaliar as possíveis parcerias, quais as empresas que prestam o tipo de serviço que a empresa precisa, analisar qual delas pode atender melhor as expectativas da empresa, verificar qual delas tem condição de entregar com a qualidade e preço esperado, afinal o acordo entre as partes deve contemplar a realidade e necessidade das empresas. Mas antes, para que essa aliança seja concretizada é preciso que ambas as partes se assegurem da veracidade das informações, busquem conhecer o funcionamento, a realidade da empresa, para que a parceria seja benéfica para ambas às partes.

Com a utilização da terceirização, acontece a ampliação do mercado para as pequenas e médias empresas que surgem como parcerias que podem propiciar crescimento para as partes envolvidas: contratante e contratada. Em períodos estáveis, de recessão as empresas precisam diminuir ainda mais seus custos para se manterem no mercado e para se manterem competitivas, estas vão atrás de parcerias das pequenas e médias empresas que prestam os serviços desejados com preços menores. Proporcionando ganho para ambos.

A terceirização é uma estratégia que em tempos de crise pode ajudar as empresas a se manterem no mercado e ao mesmo tempo coopera para o crescimento de outras que têm a chance de se estabelecerem no mercado e se tornarem competitivas em seus ramos de atuação. Quando se visa melhores resultados essa estratégia se torna ainda mais importante para superar as crises que geram momentos de instabilidade que requerem reduções e especializações para serem superadas.

 

(Horácio de Oliveira Pita Neto, graduando em Administração, Faculdade Fasam/Sul Americana)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais