Opinião

Mais de 3,5 milhões de brasileiros saíram às ruas

diario da manha
São Paulo - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante ato na Avenida Paulista contra o impeachment e a favor da democracia (Juca Varella/Agência Brasil)

Na maior manifestação democrática de ruas, ocorrida no Brasil, mais de 3,5 milhões de pessoas gritaram com bravura fora DILMA, fora LULA, fora o PT e salve o juiz SÉRGIO MORO, que obrigou LULA a depor como qualquer brasileiro identificado no Art. 5º da Constituição Federal.

A maior manifestação da democracia jogou Dilma, Lula e o PT contra as cordas.  Já estava na hora de o Brasil dizer um basta a toda essa pouca-vergonha que tomou conta do país.

Há motivos de sobra para a defenestração de Dilma.

(1) O pedido, bem fundamentado por Hélio Bicudo, Janaina Paschoal e Miguel Reale Júnior, está na Câmara Federal aguardando a decisão de abertura do processo de impeachment.

(2) As pedaladas fiscais, que tiveram como objetivos claros obter os votos dos beneficiários do Bolsa-Família e do Minha Casa Minha Vida, para a reeleição, foram reprovadas por unanimidade dos ministros do TCU, cujo processo por crime de responsabilidade está com o relator, senador Acir Gurgacz.

(3) No TSE o ministro Gilmar Mendes investiga supostas práticas de atos ilícitos na campanha que reelegeu Dilma em 2014, o que poderá levar também à sua cassação.

(4) As decisões tomadas pelo Conselho da Petrobras, presidida por Dilma Rousseff, que levaram a Petrobras à bancarrota, foram altamente graves e prejudiciais ao patrimônio nacional.

(5) As revelações bombásticas do senador petista Delcídio do Amaral, incriminando a presidente Dilma, Lula, o PT e políticos de outros partidos, por si sóis, já recomendam o afastamento da presidente da República.

É patético escutar o mantra do desespero: o impeachment de Dilma é uma tentativa de golpe das elites. Mas quando Collor foi cassado, o PT não manifestou nenhuma rebeldia, por quê? Collor não foi também eleito legitimamente?

O PT é muito audacioso. Ele aprofundou a cultura da ilicitude no país, como se o Brasil fosse sua propriedade. A sua audácia não tem limite. Vejam, mesmo sabendo que o movimento Vem Pra Rua iria realizar o seu protesto no dia 13, segmentos do PT, por exemplo, em Fortaleza, liderados pelo deputado federal José Guimarães e senador José Pimentel, bem como em Porto Alegre, fizeram manifestações provocativas.

O Congresso Nacional não pode omitir o clamor das ruas. O Brasil tem que ser governado por competentes e não por alinhados a segmentos corruptos, que só querem tirar proveito da coisa pública ou dos cargos que exercem, enquanto o povo mais necessitado continua na miséria, é engabelado com programas sociais eleitoreiros e não dispõe de educação pública de qualidade, de sistema público de saúde de dignidade humana e nem de segurança pública.

Júlio César Cardoso, Bacharel em Direito e servidor federal aposentado – Balneário Camboriú-SC

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 22:23

Brasília – Prazo de validade vencido

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar