Opinião

O que é sucesso para você?

diario da manha

Ho­je, o que não fal­tam são téc­ni­cas in­di­ca­ti­vas, des­de as mais com­ple­xas até as mais sim­ples, pa­ra se al­can­çar o su­ces­so pro­fis­si­o­nal e pes­so­al. Ge­ral­men­te, es­ses mé­to­dos tra­zem a pro­mes­sa de que, se se­guir­mos os seus pas­sos, te­re­mos re­sul­ta­dos po­si­ti­vos. Mas o fa­to é que nem sem­pre o ser hu­ma­no con­se­gue de­fi­nir o que re­pre­sen­ta o su­ces­so pa­ra si, afi­nal es­sa pa­la­vra tem um le­que de sig­ni­fi­ca­dos mui­to gran­de. Ca­da um tem uma ideia par­ti­cu­lar, tem as­so­cia­ções men­tais e emo­cio­nais di­fe­ren­tes, mes­mo que se­jam com pe­que­nas nu­an­ces.

É co­mum se­guir­mos os pas­sos de ou­tros in­di­ví­duos que ti­ve­ram re­tor­nos as­ser­ti­vos co­mo exem­plo, po­rém o re­sul­ta­do, mui­tas ve­zes, não é o es­pe­ra­do. Co­mo con­se­quên­cia, te­mos a sen­sa­ção de que na­da deu cer­to e de que não so­mos ca­pa­zes. Exis­tem al­gu­mas ati­tu­des – re­fle­xões sim­ples e in­dis­pen­sá­veis – pa­ra ob­ter­mos o que de­se­ja­mos em to­das as áre­as de nos­sas vi­das, co­mo a au­to­con­sci­ên­cia e a per­cep­ção so­bre o que re­al­men­te im­por­ta pa­ra nós.

Pa­ra ir ao al­can­ce dos seus ide­ais, é pos­sí­vel des­ta­car qua­tro ati­tu­des es­sen­ci­ais: se­ja vo­cê mes­mo e per­ce­ba e res­pei­te a sua uni­ci­da­de, o seu bri­lho e a sua ener­gia; cu­i­de da sua ati­tu­de men­tal – a for­ça do ser hu­ma­no pa­ra o su­ces­so se en­con­tra na in­ten­ci­o­na­li­da­de, e ter aten­ção di­re­cio­na­da per­mi­te cri­ar uma re­pre­sen­ta­ção in­ter­na do ob­je­ti­vo fi­nal; lem­bre-se do po­der de ter as me­tas de­fi­ni­das, ne­gli­gen­ciá-las im­pac­ta no tem­po, na for­ça, no fo­co e na di­re­ção per­di­dos; crie ações pa­ra con­cre­ti­zar os seus so­nhos, or­ga­ni­ze seus re­cur­sos e o seu tem­po – a sa­be­do­ria não é pu­ra­men­te te­o­ria, tam­bém é pre­ci­so co­lo­car em prá­ti­ca.

O su­ces­so não é al­go es­tá­ti­co, mas, sim, um es­ta­do que mu­da nos pe­rí­o­dos da vi­da, al­go a ser con­fir­ma­do pe­ri­o­di­ca­men­te. Pre­ci­sa­mos cons­tan­te­men­te de no­vos de­sa­fi­os e, com qua­tro ques­tões, po­de­mos ava­li­ar se es­ta­mos se­guin­do o ca­mi­nho do nos­so su­ces­so: “eu es­tou re­a­li­zan­do os meus ob­je­ti­vos de vi­da?”; “es­tou fe­liz com o que con­quis­tei?”; “eu cres­ci du­ran­te o ca­mi­nho?”; e “ou­tras pes­so­as se be­ne­fi­ci­a­ram com os meus re­sul­ta­dos?”.

O su­ces­so de­fi­ni­do co­mo sa­tis­fa­ção pró­pria vem do for­ta­le­ci­men­to da au­to­es­ti­ma, do re­co­nhe­cer e uti­li­zar os pró­prios ta­len­tos. É um pro­ces­so de evo­lu­ção pes­so­al, em que três pi­la­res se co­nec­tam: ter bem cla­ro o pró­prio con­cei­to e sig­ni­fi­ca­do de su­ces­so; con­du­zir a pró­pria vi­da de for­ma éti­ca e co­e­ren­te com os pró­prios va­lo­res; se sen­tir sa­tis­fei­to com os re­sul­ta­dos ob­ti­dos no pas­sa­do, no pre­sen­te e as me­tas es­ta­be­le­ci­das pa­ra o fu­tu­ro.

Se­ja vo­cê a pes­soa que vi­sa à so­lu­ção, não o pro­ble­ma. Ain­da que se­ja­mos co­lo­ca­dos à pro­va em mo­men­tos de re­vés, sen­tir-se re­a­li­za­do é de­ter­mi­nan­te. Fir­mar ex­pec­ta­ti­vas nos re­sul­ta­dos que en­vol­vam o seu re­co­nhe­ci­men­to pes­so­al con­tri­bui pa­ra que o su­ces­so se­ja al­can­ça­do. É vo­cê quem cons­trói o seu su­ces­so to­dos os di­as e me­re­ce des­fru­tar e com­par­ti­lhar de­le em to­das as su­as ações pa­ra vi­ver co­mo sem­pre de­se­jou.

 

(Eduar­do Shinyas­hiki, pre­si­den­te do Ins­ti­tu­to Eduar­do Shinyas­hiki, mes­tre em neu­rop­si­co­lo­gia, li­de­ran­ça edu­ca­do­ra e es­pe­cia­lis­ta em de­sen­vol­vi­men­to das com­pe­tên­cias de li­de­ran­ça or­ga­ni­za­cio­nal e pes­so­al. Com mais de 30 anos de ex­pe­ri­ên­cia no Bra­sil e na Eu­ro­pa, é re­fe­rên­cia em am­pli­ar o po­der pes­so­al e a au­to­li­de­ran­ça das pes­so­as, por meio de pa­les­tras, co­a­ching, trei­na­men­tos e li­vros, pa­ra que elas ob­te­nham atu­a­ções bri­lhan­tes em su­as vi­das. Mais in­for­ma­ções: www.edus­hin.com.br)

 

tags:

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais