Opinião

Cirurgia bariátrica e obesidade

diario da manha

Le­van­ta­men­tos re­cen­tes com­pro­vam: di­as atu­ais têm de­sa­fi­a­do o con­tro­le do pe­so das pes­so­as. Ro­ti­nas es­tres­san­tes, de­di­ca­ção mai­or a es­tu­do, tra­ba­lho, afa­ze­res do­més­ti­cos e pro­fis­si­o­nais, e pou­co tem­po pa­ra que ca­da um cu­i­de de si. Is­so im­pli­ca em re­ver há­bi­tos, re­pen­sar a ali­men­ta­ção ,  a prá­ti­ca de exer­cí­cios fí­si­cos, etc.

O avan­ço do ex­ces­so de pe­so en­tre a po­pu­la­ção bra­si­lei­ra é pre­o­cu­pan­te. O nú­me­ro de pes­so­as com so­bre­pe­so (e não obe­si­da­de) con­ti­nua a cres­cer. É um da­do im­por­tan­te , di­vul­ga­do pe­lo Mi­nis­té­rio da sa­ú­de,  pa­ra es­ti­mu­lar a bus­ca por me­lhor qua­li­da­de de vi­da.

E a di­ca é: to­da e qual­quer mu­dan­ça de­ve ser ori­en­ta­da por pro­fis­si­o­nais de sa­ú­de, vi­san­do atin­gir os me­lho­res re­sul­ta­dos pos­sí­veis. Is­so por­que, exis­tem si­tu­a­ções mais gra­ves, em que ape­nas a di­e­ta equi­li­bra­da e a prá­ti­ca de exer­cí­cios não são su­fi­ci­en­tes pa­ra con­tro­lar o pro­ble­ma. Uma das so­lu­ções, en­tão, pas­sa a ser a ci­rur­gia ba­ri­á­tri­ca, in­di­ca­da pa­ra os ca­sos de obe­si­da­de, es­pe­ci­al­men­te quan­do não há al­ter­na­ti­va vi­á­vel pa­ra a bus­ca da re­du­ção de pe­so.

O Bra­sil con­se­guiu su­pe­rar a mar­ca de 100 mil pro­ce­di­men­tos anua­is. De um la­do, exis­tem ho­je vá­ri­as téc­ni­cas ci­rúr­gi­cas, com pro­fis­si­o­nais e equi­pes ca­pa­ci­ta­dos pa­ra cu­i­dar dos pa­ci­en­tes des­de a pre­pa­ra­ção até a ma­nu­ten­ção ne­ces­sá­ria após a ci­rur­gia. Há uma con­fi­an­ça mai­or nes­te ti­po de pro­ce­di­men­to, com re­sul­ta­dos me­lho­res pe­la ex­pe­ri­ên­cia acu­mu­la­da ao lon­go dos anos. De ou­tro la­do, hou­ve um in­cre­men­to nos úl­ti­mos tem­pos, com a in­clu­são des­tes pro­ce­di­men­tos no rol de co­ber­tu­ra do Sis­te­ma Úni­co de Sa­ú­de, o SUS, o que au­men­ta o aces­so da po­pu­la­ção ao ser­vi­ço.

Mes­mo re­pre­sen­tan­do ape­nas cer­ca de 10% do to­tal das ci­rur­gi­as ba­ri­á­tri­cas fei­tas no pa­ís, a in­clu­são do SUS sig­ni­fi­ca que to­do pa­ci­en­te pas­sa a ter a opor­tu­ni­da­de de re­a­li­zar o pro­ce­di­men­to, o que é mui­to po­si­ti­vo.

Em cin­co anos, o nú­me­ro de ci­rur­gi­as ba­ri­á­tri­cas cres­ceu qua­se 50% no pa­ís, o que nos co­lo­ca em des­ta­que no ce­ná­rio mun­di­al. Cha­ma a aten­ção a de­man­da, ge­ra­da pe­lo no­vo mo­do de vi­da do bra­si­lei­ro e o seu mai­or aces­so a ali­men­tos que pro­vo­cam a obe­si­da­de. Um em ca­da cin­co bra­si­lei­ros é obe­so. Mais da me­ta­de da po­pu­la­ção es­tá aci­ma do pe­so. São da­dos alar­man­tes que de­vem ser cui­da­dos atra­vés de po­lí­ti­cas pú­bli­cas de me­lho­ria na qua­li­da­de de vi­da da nos­sa po­pu­la­ção.

Pe­los da­dos do Mi­nis­té­rio da Sa­ú­de, exis­tem 5 mi­lhões de pes­so­as en­qua­dra­das nos cri­té­rios es­ta­be­le­ci­dos pa­ra a ci­rur­gia ba­ri­á­tri­ca. Em te­se, pre­ci­sa­rí­a­mos de uns 50 anos pa­ra ze­rar es­sa fi­la, o que é im­pra­ti­cá­vel. Por is­so, é tão ne­ces­sá­ria es­sa mu­dan­ça de pos­tu­ra. E, cla­ro, con­ti­nu­ar en­ca­mi­nhan­do os ca­sos mais gra­ves e de pes­so­as que não con­se­guem su­ces­so nas di­e­tas,  pa­ra es­te ti­po de pro­ce­di­men­to.

A me­di­ci­na e pro­fis­si­o­nais da área de­vem es­tar a ser­vi­ço do bem-es­tar do pa­ci­en­te. En­tão, que a ci­rur­gia ba­ri­á­tri­ca con­ti­nue sen­do fer­ra­men­ta im­por­tan­te pa­ra que te­nha­mos pes­so­as mais sa­tis­fei­tas com seu cor­po e com seu mo­do de vi­da, mais fe­li­zes e com uma ex­pec­ta­ti­va de en­ve­lhe­cer com qua­li­da­de. Es­se sem­pre se­rá o de­sa­fio.

 

(Le­o­nar­do Por­to Seb­ba. Gas­tro­ci­rur­gi­ão)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais