Opinião

Jeferson Rodrigues: grata surpresa na Alego

diario da manha

Nascido em Goiânia, em 1º de maio de 1975, Jeferson Rodrigues Lemos é pastor da Igreja Universal do Reino de Deus por 25 anos. Na esfera pública, o parlamentar comandou, de 2011 a 2013, a Secretaria Extraordinária para Assuntos Religiosos e Sociais e exercia, até o momento da sua diplomação como deputado da 18ª Legislatura da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), a função de assessor especial da Governadoria.

Jeferson Rodrigues (PRB), na qualidade de integrante da base do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) na Alego, exerceu papel importante como uma ponte entre o Governo Estadual e o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, uma vez que o titular da pasta era seu correligionário, o presidente afastado do Partido Republicano Brasileiro (PRB), Marcos Pereira.

O deputado também realizou políticas públicas voltadas para a sociedade, mais especificamente para a família e os idosos. Além disso, serviu como representante dos vereadores e prefeitos eleitos pelo PRB em 2016.

Entre os projetos de lei apresentados por Jeferson Rodrigues destacamos os se­guintes: 4010/18, que instituiu a Política Estadual de Acolhimento e Assistência à Mulher Vítima de Violência; 4009/18, instituiu o pagamento do valor de meia entrada ao músico goiano inscrito na Ordem dos Músicos do Brasil (OMB); 2997/18, dispõe sobre a criação do “Programa Compete Goiás”; 2744/18, institui no âmbito do Estado de Goiás, o programa “idoso – Seus Direitos e sua Saúde”.

E mais: 2745/18, dispõe sobre o reuso de água para fins não potáveis em novas edificações públicas, privadas, residenciais, comerciais e industriais no âmbito do Estado de Goiás; 2740/18, ficam obrigados todos os cartórios notariais a informarem, por meio eletrônico, a transparência de propriedade de veículo a todos os órgãos executivos de trânsito; e o 2739/18, “A Bíblia, publicada em qualquer versão, é reconhecida como o livro oficial do Estado de Goiás”.

Isso sem contabilizar o profícuo trabalho que vem realizando na presidência da Comissão de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia da Alego. Inclusive, tive o privilégio de acompanhar parcela significativa das ações desenvolvidas por ele à frente dessa importante comissão técnica do Poder Legislativo estadual.

Jeferson, que é filho de Maria Vieira e Contídio Lemos, obteve sua diplomação em 21 de dezembro de 2016, data em que completou 15 anos de casado com Marisa Alves, após decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de computar os votos de Gil Tavares no pleito de 2014. Com isso, o PRB, que à época não havia conseguido o coeficiente eleitoral necessário, passou a ter um representante na Assembleia Legislativa.

Ele vem obtendo votação ascendente em cada eleição. Em 2010, conquistou 24.584 votos; e, em 2014, subiu para 36.369. Este ano trabalha para chegar à casa dos 40 mil votos. Sua principal base eleitoral é a região metropolitana de Goiânia. Que Deus continue abençoando esse jovem político!

 

(João Nascimento, jornalista)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais