Opinião

A eleição do Bolsonaro seria um perigo para a democracia brasileira

diario da manha

Ve­jo to­da es­sa po­lê­mi­ca com re­la­ção às elei­ções, nes­se pe­rí­o­do elei­to­ral, en­vol­ven­do o Can­di­da­to do PT, Fer­nan­do Had­dad e o Can­di­da­to Ja­ir Bol­so­na­ro do PSL, qua­se co­mo uma dis­pu­ta en­tre adep­tos da De­mo­cra­cia (pes­so­as mais ci­vi­li­za­das e com mai­or grau de es­co­la­ri­da­de),con­tra os de­fen­so­res da Di­ta­du­ra (pes­so­as com me­nos grau de es­co­la­ri­da­de e al­guns cren­tes bi­to­la­dos, elei­to­res ma­ni­pu­la­dos por Igre­jas Evan­gé­li­cas).

Mui­tos dos que de­fen­dem ho­je um re­gi­me du­ro de Go­ver­no,co­mo o da épo­ca dos Mi­li­ta­res no Po­der, nem têm ida­de pa­ra sa­ber de ver­da­de co­mo foi a Di­ta­du­ra no Bra­sil. E co­mo os bra­si­lei­ros não le­em mui­to e nem co­nhe­cem nos­sa pró­pria his­tó­ria, aca­bam sen­do in­flu­en­cia­dos por pos­ta­gens fal­sas,as tais Fake News da In­ter­net e  das Re­des So­ci­ais(Ins­ta­gram, Fa­ce­bo­ok, Go­o­gle+, etc.)

Mas,es­sa elei­ção do dia 28/10/2018, é tam­bém uma es­pé­cie de Ple­bis­ci­to,pa­ra sa­ber se fi­ca­mos li­vres de per­se­gui­ções e cen­su­ras; se vol­ta­mos ao pas­sa­do ne­gro de nos­sa his­tó­ria,on­de se fe­cha­vam jor­nais,rá­di­os e se bo­ta­vam até fo­go em ban­cas de re­vis­tas,pa­ra que as no­tí­cias da opo­si­ção não apa­re­ces­sem. Ou se te­re­mos a li­ber­da­de pa­ra fa­lar e es­cre­ver ,an­dar li­vre­men­te e se ma­ni­fes­tar pe­las ru­as,co­mo acon­te­ce na De­mo­cra­cia.E co­mo ain­da fa­ze­mos ho­je em dia,ape­sar de tu­do. A nos­sa cons­ti­tu­i­ção de 1988 per­mi­te is­so.

Eu co­nhe­ci bem a fa­se de nos­sa his­tó­ria sob o Re­gi­me Mi­li­tar,pois eu es­ta­va no Exér­ci­to exa­ta­men­te na épo­ca do Go­ver­no do Emí­lio Gar­ras­ta­zu Mé­di­ci, que era o Pre­si­den­te Mi­li­tar na épo­ca. Um dos Ge­ne­ra­is, en­tre tan­tos ou­tros que di­ri­gi­ram o Bra­sil en­tre 1964 e 1985. O úl­ti­mo de­les foi o Jo­ão Ba­tis­ta de Oli­vei­ra Fi­gue­re­do,com quem veio a Aber­tu­ra Po­li­ti­ca,nos fi­nais de 1984 e co­me­ço de 1985,quan­do ele pas­sou a fai­xa pre­si­den­ci­al pa­ra o po­lí­ti­co ci­vil Jo­sé Sar­ney( que sub­sti­tu­iu o Tan­cre­do Ne­ves,que ha­via si­do elei­to pe­lo Con­gres­so na­ci­o­nal,nu­ma Elei­ção In­di­re­ta ,mas fi­cou do­en­te).

Ago­ra,na re­ta fi­nal da cam­pa­nha elei­to­ral e a pou­cos di­as da Elei­ção pa­ra Pre­si­den­te,ve­mos es­tes mo­vi­men­tos dos gru­pos pró PT(Pe­tis­tas e apoi­a­do­res do Fer­nan­do Had­dad) e dos que apoi­am o  tal do ex- ca­pi­tão Ja­ir Bol­so­na­ro,os “bol­so­mi­tos”, “bol­so­na­ri­a­nos” ou sim­pa­ti­zan­tes da Di­ta­du­ra,que acham que ele vai ser um Di­ta­dor­zi­nho do Bra­sil e que vai aca­bar com a cri­mi­na­li­da­de na ba­la,ma­tan­do 30 mil ban­di­dos,co­mo ele mes­mo afir­mou. Ou se­ja, ar­man­do to­da a po­pu­la­ção,co­mo ele fa­la em su­as lou­cas bra­va­tas.

Po­rém, na re­a­li­da­de a prá­ti­ca é bem di­fe­ren­te da te­o­ria. Não é fá­cil aca­bar com a cri­mi­na­li­da­de ar­man­do a po­pu­la­ção ou dan­do “Car­ta Bran­ca” aos po­li­ci­ais pa­ra ma­tar. Vai ter mais vi­o­lên­cia ain­da. Mor­tes de ban­di­dos e de po­li­cias já acon­te­cem to­dos os di­as. Prin­ci­pal­men­te no ei­xo Rio-São Pau­lo,on­de tem mais gen­te,e, ob­via­men­te,mais ban­di­dos. E vai ter mais mor­tes em to­do o Bra­sil,cer­ta­men­te.

Além dis­so, as  pro­pos­tas do Bol­so­na­ro são:  En­tre­gar a Ama­zô­nia aos Ame­ri­ca­nos do Nor­te (EUA); as pri­va­ti­za­ções de em­pre­sas pú­bli­cas pro­me­ti­das por ele;a ideia de no­me­ar di­re­to­res de Fa­cul­da­des; que vai per­se­guir seus opo­si­to­res ;que vai me­tra­lhar os ver­me­lhos e ex­pul­sá-los do Bra­sil; que vai fa­zer guer­ra com a Ve­ne­zu­e­la; que vai co­lo­car mi­li­ta­res em qua­se to­dos os Mi­nis­té­rio; que vai in­cen­ti­var o en­si­no à dis­tân­cia pa­ra cri­an­ças e ado­les­cen­tes, aca­ban­do com es­co­las e de­mi­tin­do pro­fes­so­res e fun­cio­ná­rios das Em­pre­sas Pú­bli­cas, co­mo os Cor­rei­os,por exem­plo, que se­rão pri­va­ti­za­das.

E tu­do is­so ali­a­do ao fa­to de que ele é um su­jei­to pe­ri­go­so, e vi­o­len­to que, mes­mo na épo­ca em que era Ca­pi­tão do Exér­ci­to (até 1986) se mos­trou in­dis­ci­pli­na­do e jo­gou até bom­bas nos quar­te­is, sen­do ex­pul­so por is­so e de­pois co­lo­ca­do na re­ser­va(re­for­ma­do) pe­lo STM, Su­pe­ri­or Tri­bu­nal Mi­li­tar.

É vi­o­len­to tam­bém no tra­ta­men­to com as mu­lhe­res,as qua­is ele não res­pei­ta.E é mi­só­gi­no;ra­cis­ta,ho­mo­fó­bi­co;pre­con­cei­tu­o­so;ar­ro­gan­te e ma­qui­a­vé­li­co. O que nos le­va a crer que ele quer che­gar ao po­der e mon­tar uma es­pé­cie de Di­ta­du­ra Fas­cis­ta ,pa­ra se per­pe­tu­ar no po­der, per­se­guin­do pes­so­as, man­dan­do ma­tar jor­na­lis­tas e pren­den­do os po­lí­ti­cos opo­si­to­res,tal qual faz o Pre­si­den­te -Di­ta­dor Ma­du­ro da Ve­ne­zu­e­la.

Is­to sem fa­lar que ele,em 28 anos co­mo De­pu­ta­do Fe­de­ral na­da fez pe­los bra­si­lei­ros. Pe­lo con­trá­rio só apre­sen­tou dois pro­je­tos de lei sem gran­de sig­ni­fi­cân­cia e vo­tou sem­pre con­tra os po­bres,os de­fi­cien­tes,as em­pre­ga­das do­més­ti­cas e os ho­mos­se­xu­ais,co­mo ele mes­mo dis­se. E co­me­te os mes­mos er­ros da mai­o­ria dos po­lí­ti­cos,usan­do de mor­do­mi­as e ar­ti­fí­ci­os pa­ra se en­ri­que­cer.

Ali­ás,pa­ra quem não co­nhe­ceu Go­ver­nos Fas­cis­tas ,de for­ma Di­ta­to­ri­al,eu lem­bro os de Sa­la­zar em Por­tu­gal; de Fran­cis­co Fran­co na Es­pa­nha e de Be­ni­to Mus­so­li­ni na Itá­lia,em me­a­dos do sé­cu­lo pas­sa­do. São pe­ri­go­sos pa­ra o po­vo e pa­ra a Na­ção .

Por­tan­to, se te­mos uma ou­tra op­ção co­mo o Had­dad,mes­mo sen­do ele vin­cu­la­do ao Lu­la e ao PT,de­ve­mos nos ali­ar a es­te,vo­tan­do ne­le,ele­gen­do ele,pa­ra evi­tar que o lou­co Bol­so­na­ro che­gue ao po­der.

O Had­dad foi Mi­nis­tro da Edu­ca­ção e na sua épo­ca mui­tas Uni­ver­si­da­des fo­ram ex­pan­di­das,ou­tras cons­tru­í­das e te­ve o Fi­es sem fi­a­dor,o Enem que fa­ci­li­tou a en­tra­da de mi­lha­res de alu­nos pa­ra as Uni­ver­si­da­des,mes­mo pa­ra as par­ti­cu­la­res. O En­si­no mé­dio me­lho­rou com cen­te­nas de Es­co­las Téc­ni­cas pe­lo pa­is. E co­mo Pre­fei­to de São Pau­lo ele deu mos­tras que po­de ser um bom ad­mi­nis­tra­dor,num car­go Exe­cu­ti­vo. Ele é o me­lhor dos dois can­di­da­tos,sem dú­vi­da pa­ra o atu­al mo­men­to bra­si­lei­ro.

Li­gar ele ao Lu­la e ao PT só co­mo for­ma de des­me­re­ce-lo não va­le. Pois ele é ou­tra pes­soa. Ali­ás os Slo­gan ” Lu­la é Had­dad”  e “Had­dad é Lu­la” ,usa­do no 1º tur­no pe­lo PT não foi uma boa ideia. As­sim co­mo não foi uma boa ideia fi­car in­sis­tin­do pa­ra ser o Lu­la o can­di­da­to,quan­do ele já ti­nha si­do con­de­na­do em 2ª ins­tân­cia e já se sa­bia que ele não po­de­ria re­gis­trar sua can­di­da­tu­ra por cau­sa da Lei da Fi­cha Lim­pa. Os pe­tis­ta er­ra­ram nes­sa par­te. De­ve­ri­am ter lan­ça­do o Had­dad co­mo can­di­da­to des­de o co­me­ço .

En­tão,ao meu ver,co­mo elei­tor e es­cri­tor que sou,e mi­nha ex­pe­ri­ên­cia de vi­da, en­ten­do que ele­ger o Bol­so­na­ro nes­ta “al­tu­ra do cam­pe­o­na­to”,não é uma boa so­lu­ção pa­ra o nos­so Pa­ís. E sua elei­ção se­ria um pe­ri­go pa­ra a nos­sa pró­pria De­mo­cra­cia. Ele tem idei­as atra­sa­das,do pas­sa­do,de uma épo­ca de tor­tu­ras e de cen­su­ra. Não é o me­lhor can­di­da­to pa­ra ser o Pre­si­den­te de nos­so Pa­ís.

Ele sig­ni­fi­ca ris­co da vol­ta da Di­ta­du­ra nos­so Pa­ís.

Had­dad sig­ni­fi­ca De­mo­cra­cia. E nós sa­be­mos qual é o me­lhor re­gi­me pa­ra to­dos nós,por ex­pe­ri­ên­cia com os dois re­gi­mes nos úl­ti­mos 60 anos.

 

(An­tô­nio L. Go­mes, ba­cha­rel em Di­rei­to e au­tor de 11 li­vros, en­tre eles “OS INO­CEN­TES DE MÃOS SU­JAS” e “OS MER­CA­DO­RES DA FÉ”)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais

26 de outubro de 2018 as 20:42

Desesperado, Haddad apela