Opinião

Joaquim craveiro foi muito importante para vitória de Caiado na cidade de Goiás

diario da manha

A his­to­ria da cam­pa­nha elei­to­ral vi­to­ri­o­sa de Ro­nal­do Cai­a­do na ci­da­de de Go­i­ás,  traz um fa­tor re­le­van­te pa­ra que se ob­ti­ves­se uma vi­tó­ria ain­da mais re­tum­ban­te do can­di­da­to da mu­dan­ça: a de­ci­si­va par­ti­ci­pa­ção na cam­pa­nha, do vi­la­bo­en­se Jo­a­quim Cra­vei­ro.

Ain­da no ano de 2017 quan­do não se po­dia fa­zer cam­pa­nha, no mes de mar­ço, ele, Alex Go­di­nho e Eu, cri­a­mos um gru­po no What­sApp, ten­do co­mo es­co­po, an­te a pro­i­bi­ção de se fa­lar aber­ta­men­te em can­di­da­tu­ras,  so­men­te di­vul­gar as ações do, até 31 de­zem­bro se­na­dor, e a par­tir do dia se­guin­te, go­ver­na­dor do nos­so es­ta­do.

Ini­ci­a­do o pro­ces­so elei­to­ral, a coi­sa to­mou for­ma, de mo­do que aos pou­cos ou­tras e ou­tras pes­so­as fo­ram ade­rin­do ao gru­po e fi­na­li­za­mos a cam­pa­nha ten­do par­ti­ci­pan­tes de cer­ca de vin­te mu­ni­cí­pios go­i­a­nos, in­te­ra­gin­do con­ti­nua­men­te na di­vul­ga­ção e de­fe­sa das pro­pos­tas do nos­so go­ver­na­dor elei­to.

Tal ver­da­de por cer­to cau­sa­rá ci­ú­mes em ou­tros que tam­bém con­tri­bu­í­ram, uns me­nos, ou­tros mais, mas ne­nhum com a in­ten­si­da­de com que fez o Cra­vei­ro pa­ra que se al­can­ças­se uma mai­ús­cu­la vo­ta­ção  pa­ra o nos­so pró­xi­mo go­ver­na­dor, pois pa­ten­te e in­ques­ti­o­ná­vel fi­cou,  que Cra­vei­ro se pôs à fren­te em or­ga­ni­zar ade­si­va­ços, ca­mi­nha­das e car­re­a­tas, num aguer­ri­do e in­can­sá­vel tra­ba­lho, o que não po­de­ria ser mes­mo di­fe­ren­te, pois ele tem um his­tó­ri­co de lu­tas, de amor e de con­tri­bui­ção pa­ra o nos­so es­ta­do de Go­i­ás.

Jo­a­quim Cra­vei­ro  é for­ma­do em Ar­qui­te­tu­ra e Ur­ba­nis­mo pe­la Pon­ti­fí­cia Uni­ver­si­da­de Ca­tó­li­ca de Go­i­ás há 35 anos, des­cen­de de uma se­cu­lar fa­mí­lia da ex-ca­pi­tal, de on­de ja­mais se ar­re­dou com ani­mo de­fi­ni­ti­vo, mes­mo já ten­do ele, na ca­pi­tal,  si­do Pre­si­den­te da AGE – As­so­cia­ção das Em­pre­sas de En­ge­nha­ria: es­te­ve à fren­te da Co­murg – Com­pa­nhia de Ur­ba­ni­za­ção de Go­i­â­nia; ter pre­si­di­do a Com­luz  e a Co­mob, res­pec­ti­va­men­te com­pa­nhia de ilu­mi­na­ção de Go­i­â­nia  e com­pa­nhia de obras de Go­i­â­nia, além de se­cre­tá­rio mu­ni­ci­pal de obras e ser­vi­ços pú­bli­cos da Pre­fei­tu­ra de Go­i­â­nia e as­ses­sor da di­re­to­ria ge­ral do De­tran.

Com um cur­rí­cu­lo tão bri­lhan­te, é um ho­mem sim­ples, afá­vel e mui­to in­te­li­gen­te, sem­pre com idéi­as ino­va­do­ras. Tam­bém pu­de­ra, ten­do tal vas­to ca­be­dal de co­nhe­ci­men­tos e ex­pe­ri­en­cias pro­fis­si­o­nais, no de­cor­rer da cam­pa­nha pa­ra o go­ver­no do es­ta­do na ci­da­de de Go­i­ás e re­gi­ão, “fa­tu­ra­da no pri­mei­ro tur­no”, o seu di­na­mis­mo e dis­po­si­ção pa­ra in­cen­ti­var  a to­dos, fez com que de­ze­nas de jo­vens e pro­mis­so­ras fu­tu­ras li­de­ran­ças po­li­ti­cas co­mo  Vic­tor Mi­ran­da, Jo­ão Pau­lo, bem co­mo ou­tras pes­so­as com mais “ja­nei­ros às cos­tas”, o ou­vis­sem com aten­ção e, de pron­to, en­cam­pas­sem en­tu­si­as­ti­ca­men­te as su­as su­ges­tões, ten­do, por­tan­to, ele se tor­na­do um re­fe­ren­ci­al quan­to a pla­ne­ja­men­to e dis­tri­bui­ção de ta­re­fas, ali­ás, o que sa­be e, sem­pre, bem sou­be, fa­zer com ma­es­tria.

Jo­a­quim Cra­vei­ro ao lon­gos dos úl­ti­mos anos vem se pos­tan­do co­mo in­can­sá­vel por­ta voz de um mai­or pla­ne­ja­men­to pa­ra o mu­ni­cí­pio, ten­do co­mo pon­ta pé ini­ci­al, um de­ba­te e atu­a­li­za­ção do pla­no di­re­tor do mu­ni­cí­pio de Go­i­ás que, en­tre as su­as su­ges­tões, traz a re­es­tru­tu­ra­ção vi­á­ria; a de­fi­ni­ção do Có­di­go de Pos­tu­ras e Edi­fi­ca­ção; de­ba­te do uso do so­lo e um de­sen­vol­vi­men­to sus­ten­tá­vel.

Ou­tras das ban­dei­ras por ele  tam­bém abra­ça­das jun­to com vá­ri­as ou­tras li­de­ran­ças, in­clu­si­ve es­se ar­ti­cu­lis­ta, é a lu­ta pe­la cri­a­ção da Uni­ver­si­da­de Fe­de­ral de Vi­la Boa dos Goya­zes,  lu­tan­do pe­la trans­for­ma­ção do atu­al cam­pus em uma uni­da­de au­tô­no­ma, tan­to ad­mi­nis­tra­ti­va, fi­nan­cei­ra e  apli­ca­ção or­ça­men­tá­ria, pa­ra que  se pos­sa, as­sim,  ob­ter uma tão so­nha­da con­quis­ta em um mo­men­to pos­te­ri­or: a cri­a­ção da fa­cul­da­de fe­de­ral de me­di­ci­na na ci­da­de de Go­i­ás.

Pa­ra­béns Jo­a­quim Cra­vei­ro, o es­ta­do de Go­i­ás e, prin­ci­pal­men­te a ci­da­de de Go­i­ás pre­ci­sam de ho­mens ar­ro­ja­dos, ide­a­lis­tas e com­pe­ten­tes co­mo vo­cê. Va­leu meu ami­go!

 

(Jo­sé Do­min­gos é jor­na­lis­ta, ad­vo­ga­do, au­di­tor fis­cal apo­sen­ta­do, pro­fes­sor uni­ver­si­tá­rio, ex-ve­re­a­dor, ex-te­sou­rei­ro do Mo­vi­men­to Pro ci­da­de Go­i­ás Pa­tri­mo­nio da Hu­ma­ni­da­de, ex-pre­si­den­te do con­se­lho sin­di­cal do Sin­di­fis­co, es­cri­tor e po­e­ta. E-mail: jo­se­do­min­gos­mos­sa­me­di­[email protected])

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais