Home / Política

POLÍTICA

Caiado afirma que Mabel tem o perfil que Goiânia espera

Ao prestigiar troca de comando na Fieg, governador destaca capacidade e trajetória profissional do aliado, que assume o desafio de “resgatar Goiânia”

Imagem ilustrativa da imagem Caiado afirma que Mabel tem o perfil que Goiânia espera

O pré-candidato a prefeito de Goiânia Sandro Mabel (União Brasil) anunciou sua desincompatibilização dos cargos de presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) e de conselhos de outras entidades do Sistema “S”. Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (05/06), que contou com a presença do governador Ronaldo Caiado (UB), que não apenas endossou a iniciativa de Mabel, mas também destacou a relevância do novo desafio político, bem como a história e a competência do gestor no setor industrial goiano.

“Sandro já tem uma longa trajetória. Diagnosticamos que esse é o perfil que a sociedade goianiense solicita neste momento. Uma pessoa que tem conhecimento político, trânsito livre na alçada federal, e que tem ao mesmo tempo experiência de gestão, que foi a sua trajetória de vida, com uma indústria que todos nós, goianos, conhecemos”, afirmou Caiado. “Além disso, ele aceitou o convite para esse grande desafio que é resgatar Goiânia”, acrescentou o governador.

Caiado também destacou a importância de escolhas bem fundamentadas e de lideranças capazes de entregar resultados efetivos. “O cidadão, mais do que nunca, espera por governantes que saibam cuidar de vidas. Que saibam desenvolver a capacidade de as pessoas serem independentes para produzir a sua própria renda, de avançar na sua capacidade produtiva, de ter uma vida digna, um verdadeiro exercício da cidadania”, ressaltou.

Exemplo de Caiado

Sandro Mabel, por sua vez, expressou sua confiança na atual gestão estadual, destacando o trabalho de Caiado. “Goiás é um estado completo, onde o governador tem feito um governo bem arrumado, programado, está com caixa estruturado, tem investido bastante. Enxergamos que não é um estado do futuro, é um estado do presente”, destacou Mabel, vislumbrando um futuro promissor para o país. “Todo dia o estado cresce mais e é essa perspectiva que temos também com o nosso governador indo a presidente da República. Eu vou estar com a bandeira”, garantiu.

O vice-governador Daniel Vilela (MDB) acompanhou o anúncio e enfatizou as qualidades de Mabel, como sua capacidade de gestão, essencial para o cargo de prefeito de Goiânia. “Entendemos que você reúne as melhores qualidades, a maior capacidade de gestão, as características que a gente enxerga serem necessárias para um prefeito fazer com que Goiânia volte a ser uma cidade inovadora e inteligente, o que acho fundamental”, pontuou, referindo-se a Mabel.

O empresário André Rocha, com vasta experiência como gestor e conselheiro de entidades do setor produtivo, assume a presidência da Fieg no lugar de Sandro Mabel.

Entre outros cargos, ele atuou por 17 anos como presidente-executivo do Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás (Sifaeg) e do Sindicado da Indústria de Fabricação de Açúcar de Goiás (Sifaçúcar).

Mobilização

Sandro Mabel vai reunir, no próximo dia 11, os dirigentes partidários e pré-candidatos do União Brasil, MDB, Podemos e outras siglas aliadas para discutir estratégias políticas, marketing e legislação eleitoral. O encontro vai ser realizado na sede do União Brasil, no Setor Bueno, em Goiânia.

O empresário vai organizar, também, encontros nos bairros nos 645 bairros de Goiânia para ouvir a comunidade para subsidiar o plano de governo a ser definido durante a campanha eleitoral deste ano.

MDB tenta indicar nome para vice na chapa de empresário

O pré-candidato a prefeito de Goiânia, Sandro Mabel do União Brasil segue as conversas para a indicação do nome de vice para a chapa. O MDB se coloca como partido ideal para vice pelo histórico de protagonismo em Goiânia e a quantidade de vereadores na câmara,11 atualmente e perspectiva de eleger de 10 a 12 nas eleições de outubro. O vereador do MDB em Goiânia Henrique Alves (MDB) ressaltou as qualidades do partido e o porquê de estar ao lado do pré-candidato Sandro Mabel (UB).

Em entrevista à CBN Goiânia, o vice-governador e presidente estadual do partido, Daniel Vilela, disse que é natural que uma sigla com a tradição e tamanho do MDB tenha a possibilidade de participar com um vice-candidato. O partido venceu as últimas 5 eleições em Goiânia e pode participar do pleito como vice. Vilela destacou ainda que no momento certo as decisões serão tomadas.

O vice-governador comentou os nomes que também podem agregar a chapa de Mabel, liderada pelo governador Ronaldo Caiado. Daniel Vilela afirmou que o projeto tem como objetivo ganhar as eleições, e o partido entende a necessidade de ampliar as alianças e fazer parcerias com nomes que possam trazer votos.

Henrique Alves afirma que os vereadores do MDB defendem o nome de Paulo Ortegal, ainda que ele nunca tenha disputado as eleições, afirmando que “ele tem pedigree”, agrega valor político como histórico nome de confiança de Iris Rezende, tem perfil conciliador e diplomático, possui experiência de acompanhamento da gestão e que é muito bem aceito pela militância do partido.

Uma reunião com a bancada de vereadores do MDB e outros integrantes do partido foi realizada com o pré-candidato Sandro Mabel para debater ações conjuntas e conversar sobre um possível nome a vice-prefeito.

Pesquisas

Em entrevista ao Na Trilha da Política, da rádio CBN Goiânia, o pré-candidato do União Brasil a Prefeitura de Goiânia, Sandro Mabel, disse que quem vai decidir o vice da chapa dele será a população por meio de uma pesquisa qualitativa.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás foi questionado pela jornalista Cileide Alves acerca da escolha e afirmou que apesar de já ter se reunido com diversos partidos e representantes políticos, prefere aguardar. A perspectiva é que o resultado da pesquisa seja disponibilizado no próximo mês.

Já o presidente da Assembleia Legislativa, Bruno Peixoto (UB)), afirmou à coluna Giro, desta segunda, do Jornal O Popular que o presidente da Câmara de Goiânia, Romário Policarpo (PRD), é o nome do grupo formado por Agir, Avante e PRD para a vice de Sandro Mabel. Segundo ele, o vereador não demonstra interesse, mas haverá tentativa de convencimento nesta semana.

Caso Romário recuse, o presidente da Alego fala na possibilidade, inclusive, de o grupo indicar alguém do MDB. Bruno Peixoto também faz referência a mulher dele, Luciene Peixoto (Avante).

Nos bastidores do União Brasil, há expectativa de que o vice-prefeito para chapa de Sandro Mabel seja anunciado apenas às vésperas das convenções partidárias, em julho-agosto, quando o pré-candidato terá definida a coligação de partidos que dará sustentação ao seu projeto eleitoral.

Já com o União Brasil, MDB e Podemos definidos, Mabel fecha acordo com o PRD, Avante, Agir e PMB e busca apoio do Republicanos, Progressistas, PRTB.

Leia também:

edição
do dia

Capa do dia

últimas
notícias

+ notícias