Política & Justiça

Maguito não quer expulsão de Friboi

diario da manha

O ex-governador e prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB), posiciona-se contra a expulsão do empresário José Batista Júnior, o Júnior Friboi. “Se fôssemos expulsar o Júnior, teríamos que fazer com metade das lideranças do partido que não seguiu com a candidatura de Iris Rezende ao governo do Estado, nas eleições do ano passado.”

O Conselho de Ética do PMDB instaurou processo de expulsão de Júnior Friboi e, em 90 dias, vai emitir parecer a ser examinado pelo diretório estadual. A ala irista do PMDB, tendo à frente o vice-prefeito Agenor Mariano e os deputados estaduais José Nelto, Adib Elias e Ernesto Roller, defende o desligamento do empresário dos quadros partidários. “A chance de Friboi não ser expulso é zero. O empresário praticou infidelidade partidária ao apoiar Marconi Perillo a governador e agora lançar a candidatura de Vanderlan Cardoso à Prefeitura de Goiânia, sabendo que o ex-prefeito de Senador Canedo pertence ao PSB e não ao PMDB”, diz o deputado José Nelto.

 

Com Michel

Maguito Vilela diz que a questão sobre expulsão de Júnior Friboi do PMDB não foi tratada na audiência, semana passada, com o vice-presidente da República e presidente nacional do partido, Michel Temer. “Não foi discutido isso. Não pedimos audiência com o vice-presidente da República para tratar de um problema que é doméstico, que precisa ser solucionado aqui internamente. O Júnior é um quadro importante. Não merece ser expulso. Acho que pode ter uma advertência, uma conversa. Não é o momento do partido ficar sangrando, excluindo pessoas”, afirma.

Segundo Maguito, foi destacada a necessidade do partido se fortalecer, reoxigenar, renovar em Goiás e no Brasil. “O partido precisa ter candidaturas em todos os níveis e em todas as cidades, ter candidaturas futuras ao governo do Estado, Senado da República, presidência da República, o PMDB é uma partido muito grande, muito forte, tem muita história com o Brasil. O PMDB não pode ficar a reboque, tem que ser partícipe na política brasileira. Nós apoiamos o PT em nível nacional, vamos continuar apoiando”, explica Maguito Vilela. De acordo com o prefeito, o vice-presidente disse que o partido precisa se movimentar, ampliar seus quadros. “E é isso que vamos fazer com mais intensidade agora, partido não pode ficar na mesmice”.

Comentários

Mais de Política & Justiça