Política & Justiça

Prefeito pede na Justiça retirada de vídeo partidário

diario da manha

Eduardo Machado critica a gestão de Paulo Garcia e recorre da decisão,que considerou antidemocrática

O presidente nacional do PHS e da Metrobus, Eduardo Machado, foi intimado pela Justiça a retirar dos veículos de comunicação um vídeo partidário por expor problemas que Goiânia vem enfrentando na administração. Por meio de representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO), o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), solicitou a retirada do vídeo, pedido acatado pelo desembargador Zacarias Neves Coelho.

Na segunda-feira (16), o presidente nacional do PHS recebeu a determinação judicial da Justiça de Goiás com a proibição, porém, ao Diário da Manhã, Eduardo Machado afirmou que em nenhum momento no vídeo menciona o nome de Paulo Garcia ou faz referência ao partido. “Como em um programa do PHS e presidente apenas posicionei sobre os problemas enfrentados pela Capital. A atitude do prefeito é antidemocrática”.

O prefeito petista também pediu à Justiça que proibisse a circulação na internet, porém o Tribunal de Justiça não concordou. Eduardo Machado ponderou que não vai reduzir as críticas à gestão do prefeito já que traduz um posicionamento também da sociedade. Para o presidente do PHS, a intenção do partido é elevar o número de vereadores e preparar para as eleições de 2016. “Vimos uma atitude de censura por parte do prefeito”.

Eduardo Machado irá recorrer da decisão e publicou no seu perfil pessoal do Facebook incentivando aos internautas compartilharem o vídeo caso concordem com o seu posicionamento: “Se você concorda comigo e acha que Goiânia vive a pior gestão de sua história, compartilhe este vídeo. Se você acha que a cidade está muito bem administrada, respeito sua opinião”. No final da postagem, o presidente ainda disse que “seu comentário-convite é mais democrático que a ação do prefeito Paulo Garcia”.

Comentários

Mais de Política & Justiça