Política & Justiça

Vanderlan já tenta apoio de Marconi, de olho na Capital

diario da manha

O empresário Vanderlan Cardoso (PSB) tem deixado claro que seu projeto político deu uma guinada radical e mostra vontade em se reaproximar do governador Marconi Perillo (PSDB).

A vontade de Vanderlan é disputar a Prefeitura de Goiânia no próximo ano e ele não esconde de mais ninguém que receber apoio de Marconi seria fundamental. “Dependendo das condições, aceitaria sim apoio do Marconi numa eleição para prefeito de Goiânia. Tem que conversar”, disse o empresário em entrevista à Rádio 730/AM.

Desde que foi derrotado na eleição estadual do ano passado, Vanderlan se despiu da vestimenta de opositor ferrenho ao governo e adotou um discurso de tom ameno, aberto a qualquer possibilidade. “Não sou governo nem oposição nem estou em cima do muro. Sou independente e converso com todos os partidos”,

Marconi e Vanderlan já foram aliados e nos últimos anos o empresário sempre se colocou em campo oposto ao do tucano.  “Não conversei com Marconi ainda. Vou procurar conversar com ele, não só com ele, mas com todas as pessoas”.

Conquistar o apoio de Marconi para a Prefeitura de Goiânia não será tarefa das mais fáceis para Vanderlan.  As conversações vão se estender, certamente, até outubro, quando termina prazo de filiação a futuros candidatos.

Marconi Perillo: ampla aliança para eleições em 2016(Foto:Divulgação)
Marconi Perillo: ampla aliança para eleições em 2016(Foto:Divulgação)

PSDB terá candidatura própria

Sem participar, como nome próprio, da disputa à Prefeitura de Goiânia nos três últimos pleitos – 2004, 2008 e 2012 –, já que respaldou uma legenda aliada ao Palácio das Esmeraldas, o PSDB prepara para lançar candidato à sucessão do prefeito Paulo Garcia (PT) nas eleições do ano que vem. Nion Albernaz foi o último prefeito eleito pelos tucanos, em 1996. Nas eleições passadas, o PSDB preferiu apoiar o deputado federal Sandes Júnior (PP), que não logrou êxito nas urnas.

A direção estadual, deputados federais e estaduais do PSDB entendem que vencer na Capital será importante para o governador Marconi Perillo, por conta de seu projeto nacional e para quebrar a hegemonia da oposição (PT-PMDB) nas três maiores cidades goianas – Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis.

Outro fator estimulante ao lançamento de candidatura própria ao Paço Municipal, pelos tucanos, é a ofensiva que o governo Marconi realiza em Goiânia, com a realização de obras, fato jamais visto por um governador: Hugo 2, construção de viadutos, duplicação das rodovias que saem da cidade, Centro de Esportes (Estádio Olímpico, recuperação do Ginásio Rio Vermelho, parque aquático, etc.), entre outras. “Nenhum governador, na história da Capital, realizou tantas obras quanto Marconi Perillo”, diz Paulo de Jesus, presidente do PSDB goiano.

Os tucanos adiantam que Goiânia precisa ter uma “nova reengenharia política”, diante das dificuldades vividas pela cidade. Sendo assim, a campanha de 2016 vai proporcionar o debate de nova orientação sobre o futuro administrativo da Capital, com foco na modernização viária, na reestruturação da sistema de transporte coletivo e ainda a sustentabilidade urbana e preservação ambiental.

Três nomes são citados, no PSDB, para concorrer à Prefeitura de Goiânia, em 2016: empresário e presidente da Agência Goiana de Obras Públicas, Jayme Rincón, e os deputados federais Fábio Sousa e Giuseppe Vecci.

Comentários