Política & Justiça

José Eliton: “Rincón é o nome da base para concorrer em Goiânia”

diario da manha
NA FOTO-JOSE ELITON MATERIA SOBRE-ENTREVISTAS COM JOSE ELITON EDITORIA-POLITICA LOCAL-DMTV 01/09/2014 FOTOGRAFO-CRISTOVAO MATOS

 

 

O vice-governador e presidente estadual do PP, José Eliton, afirma que o empresário Jayme Rincón (PSDB), presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop), é o principal pré-candidato da base governista para disputar a Prefeitura de Goiânia, ano que vem. Na opinião do vice-governador, Rincón tem um ano para consolidar-se como opção para concorrer, inclusive buscando alianças do PSDB com outras legendas.

José Eliton diz que, mantendo-se unida, a base marconista reúne “todas as condições para obter vitória, nas urnas, em 2016, na Capital.” Para ele, a ação que o governo Marconi imprime em Goiânia, com “obras em diversas áreas, com destaque para a saúde e infraestrutura na área de transportes”, será determinante para a vitória.

O vice-governador não vê o ex-prefeito Iris Rezende como “imbatível” na Capital. “Caso seja candidato, Iris vai sofrer nova derrota, porque a população quer projetos inovadores e não este que está ai, respaldado pelo ex-prefeito.”

Sobre a candidatura de Vanderlan Cardoso, José Eliton sustenta que o empresário precisa estruturar o seu projeto, mostrar viabilidade eleitoral, para conseguir respaldo dos diversos segmentos político-partidário e da sociedade organizada.

Presidente da Agetop, Jayme Rincón(Foto: divulgação)
Presidente da Agetop, Jayme Rincón(Foto: divulgação)

No interior

O vice-governador e presidente estadual do PP iniciou uma ofensiva, no interior do Estado, em busca de novos quadros que possam concorrer às prefeituras e às câmaras municipais. “O PP se prepara para competir em todos os municípios. Se houver, em determinada cidade, entretanto, nomes do PSDB ou de outro partido da base aliada mais competitivos, vamos fazer alianças.”

A estratégia do Palácio Pedro Ludovico, segundo José Eliton, é eleger mais de 200 dos 246 prefeitos goianos pelos partidos da base aliada. “Desde 1999, quando Marconi chegou ao poder em Goiás, os partidos aliados elegem a maioria esmagadora dos prefeitos e vereadores. Vamos repetir essa performance eleitoral em 2016”.

Comentários