Política & Justiça

Líder do PMDB acusa governo goiano pela privatização da Celg

diario da manha

 

O deputado José Nelto (PMDB) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa, ontem, para criticar declaração da  secretária Ana Carla Abrão (Fazenda), de que a responsabilidade de privatização da Celg é do governo federal. Nelto afirmou que o governo “sugou” a Companhia nos últimos 16 anos, e que agora que as contas apertaram, resolveu sacrificá-la.

“Nesse tempo, o governo tucano aproveitou tudo que poderia, e agora joga a responsabilidade de resolver o problema para o governo federal. A Celg patrocinou shows milionários, eventos esportivos e outra dezenas de eventos nesses anos. Não entendo como ela pode estar quebrada. Vou apresentar um projeto de lei nessa Casa para impedir a privatização da nossa estatal, que só trará prejuízos para o Executivo”, afirmou José Nelto.

 

Cachoeira Dourada

O deputado Talles Barreto (PTB) rechaçou os ataques do líder do PMDB, deputado José Nelto, que responsabilizou o governo Marconi pela “quebradeira” da Celg. Segundo o petebista, foi o PMDB que vendeu a” maior joia” do Estado, a usina de Cachoeira Dourada.

Talles apontou a venda da usina de geração de energia, ainda na gestão do ex-governador Maguito Vilela (PMDB), como a principal responsável pelo desgaste, e pela crise que a companhia energética passou nos últimos anos e que levou à sua possível privatização.

Comentários

Mais de Política & Justiça