Política & Justiça

Anselmo apoia fim do fator previdenciário

Da Redação

diario da manha

 

O presidente da Câmara de Goiânia, Anselmo Pereira (PSDB), entregou, na última terça-feira, ao presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), um ofício em defesa da extinção da Contribuição Previdenciária de Aposentados e Pensionistas.

No documento, Anselmo pede a apreciação de um substitutivo da PEC-555, que prevê a redução gradual da contribuição previdenciária em 20% a partir dos 60 anos de idade, até a extinção, aos 65 anos. A demanda faz parte da pauta dos servidores públicos civis da União, Estados e municípios, levada ao presidente Anselmo pela Associação dos Auditores do Fisco Municipal de Goiânia.

Anselmo argumenta que o fator previdenciário tem consumido a renda dos aposentados, que já é em grande parte comprometida por gastos com medicamentos e atendimentos médicos. Além disso, com as consequências da crise econômica que atingem o País, as dificuldades financeiras são cada vez maiores entre os idosos.

“É uma questão de dignidade e respeito por quem ajudou a construir as bases desse país por toda uma vida. A revisão da Contribuição Previdenciária é um tema de primeira hora e não pode mais ser postergado pelo Congresso Nacional”, disse Anselmo.

O presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, recebeu o ofício e prometeu analisar o conteúdo. Cunha estava em Goiânia participando do 14º Encontro Estadual do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), realizado no auditório da Câmara Municipal de Goiânia. Cunha compareceu a convite do deputado estadual Henrique Arantes, para falar sobre as mudanças na legislação eleitoral brasileira

 

Comentários