Política & Justiça

Vendas no varejo recuam 11,2%

O setor de veículos, motocicletas, partes e peças registrou queda de 26,1%, já o de materiais de construção teve um avanço de 3,8%

diario da manha
????????????????????????????????????

O volume de vendas do comércio varejista de Goiás em abril deste ano em comparação com abril/2014 apresentou um recuo de 11,2%, maior que o recuo verificado em março/2015 em comparação com março/2014, que foi de 6,7%. Isto é o que consta da pesquisa mensal do comércio divulgada, ontem, pela Supervisão de Documentação e Disseminação de Informações (SDI-GO).

No mês, segundo o informativo, a variação no volume de vendas em Goiás ficou abaixo da nacional, que também apresentou recuo de 3,5% em comparação com abril/2014. Os dados referentes a esta comparação permitem também posicionar o crescimento do volume de vendas de Goiás em relação às demais unidades da federação.

Na comparação com março de 2015, o volume de vendas do comércio varejista goiano apresentou um recuo de 0,8% em abril deste ano; na mesma comparação, a variação nacional foi de menos 0,4%, conforme a publicação oficial.

Não houve variação da receita nominal do setor varejista de abril deste ano em Goiás, apresentando avanço frente a março/2015, em que a variação foi de  menos 0,2% frente a fevereiro/2015.

Recuo

O crescimento acumulado no ano do comércio varejista goiano (janeiro e abril de 2015) em comparação com o acumulado de janeiro/2014-abril/2014 ficou em menos 8,5%, recuo maior que o registrado para o conjunto das unidades investigadas, que foi menos 1,5%.

Das diferentes atividades que compõem o comércio varejista de Goiás, três apresentaram variação positiva do volume de vendas de abril/2015, frente a abril/2014. O destaque do mês foi para a atividade de Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação, com 25,8% no volume de vendas em comparação com abril/2014.

O índice do volume de vendas do comércio varejista ampliado em Goiás (que acrescenta às atividades acima, as revendas de Veículos, motocicletas, partes e peças e de Materiais de construção) em abril/2015 apresentou uma queda de 15,8% na comparação com abril/2014.

Das duas atividades que se acrescentam para compor o indicador, a de Veículos, motocicletas, partes e peças registrou queda de 26,1% e a de Materiais de Construção teve um avanço de 3,8%. Com essas variações, o volume de vendas do Comércio Varejista Ampliado em Goiás no acumulado no ano, comparado com mesmo período anterior, apresentou uma redução de 10,6%, maior que a observada para o Brasil (-6,1%).

 

Comentários

Mais de Política & Justiça