Política & Justiça

Renan diz que saída para déficit orçamentário pode vir do Congresso

Karine Melo – Repórter da Agência Brasil

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) disse nesta quarta-feira (2) que o orçamento enviado pelo governo ao Congresso será submetida a uma “rigorosa” apreciação. Renan disse que embora não seja papel de deputados e senadores, seria bom que a saída viesse do Parlamento. “Se o Congresso encontrar saídas, melhor”, acrescentou.

Ontem (1), o presidente do Senado não cedeu a pressão feita pela oposição para que devolvesse a proposta deficitária ao Executivo,

“Cabe ao Executivo propor [uma alternativa para contornar o déficit] e eu cobrarei em todos os instantes que o Executivo proponha, mas o Congresso tem responsabilidade de apreciar o Orçamento, de qualificar o Orçamento”.

Segundo Renan, a proposta orçamentária exige ajuste de despesas e corte de gastos. Acrescentou que, mais do que cortar despesas obrigatórias, o ajuste precisa dar eficiência ao gasto público. “O povo brasileiro já não aguenta mais elevação da carga [tributária] e aumento de impostos. [O povo] cobra do governo federal uma contrapartida, que é a redução da máquina [administrativa], o corte de Ministérios, a redução dos cargos em comissão. Eu acho que esse é o primeiro passo que tem que ser dado”, disse.
 

Editor José Romildo

tags:

Comentários

Mais de Política & Justiça