Política & Justiça

Dois ministros estão na mira da PF

diario da manha

Além da casa do presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em Brasília, e da própria Câmara dos Deputados, a nova fase da Lavajato realizou busca e apreensão em imóveis de dois ministros e um ex-receberam.

A PF cumpre 53 mandados de busca e apreensão em oito Estados: Distrito Federal (9), São Paulo (15), Rio de Janeiro (14), Pará (6), Pernambuco (4), Alagoas (2), Ceará (2) e Rio Grande do Norte (1).

Também são alvos o ministro da Ciência e Tecnologia, Celso Pansera (PMDB); o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB); o senador Edison Lobão (PMDB-MA), o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE) e o ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado.

O mandado de busca e apreensão foi autorizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O objetivo é coletar provas nos inquéritos que investigam crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Não há até o momento prisões nessa fase da Lava Jato batizada de Catilinárias, que se restringe a autoridades políticas com foro privilegiado.

 

Comentários