Política & Justiça

Chico Buarque divulga manifesto e convoca para ato contra impeachment

diario da manha
Foto: Divulgação/Facebook

Nesta quarta-feira (06/04), o compositor Chico Buarque de Holanda, os escritores Fernando Morais e Eric Nepomuceno, o teólogo Leonardo Boff e o ator Wagner Moura assinaram manifesto convocando para um ato de repúdio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. O ato está marcado para o próximo dia 11, segunda-feira, às 17h, na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro.

Depois do ato, do lado de fora da casa de espatáculos, haverá um segundo momento no qual está aguardada a presença do ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva. Caso ele compareça, será o primeiro evento anti-impeachment que participará no Rio. A ausência de discursos de políticos se deve ao carácter apartidário e, segundo afirma o manifesto, não é de apoio ao governo Rousseff.

No texto afirma que o ato é em defesa do regime democrático. “Muitos de nós vivemos, aqui e em outros países, o fim da democracia. Todos nós, de todas as gerações, vivemos a reconquista dessa democracia. Defendemos e defenderemos, sempre, o direito à crítica, por mais contundente que seja, ao governo – a este e a qualquer outro”, diz.

Entre outras personalidades que estão convocando para o ato estão Dira Paes, Gregório Duvivier, José de Abreu, Paulo José, Marieta Severo, Sílvia Buarque, Chico Diaz e Enrique Diaz. Com capacidade para 5.000 pessoas, há três semanas, a Casa Fundição foi lugar para um encontro de artistas contra o impeachment.

Comentários