Política & Justiça

Francisco Almeida e Roberto Bessa disputam presidência do Crea-GO

diario da manha
2) Engenheiro eletricista Roberto Bessa

 

O Conselho Regional de En­genharia e Agronomia de Goiás (Crea-GO) vai eleger o seu presi­dente para o triênio 2018/2020. O pleito será realizado hoje e terá 29 locais de votação, sendo 28 em municípios de Goiás, facilitando, assim, a participação dos enge­nheiros e agrônomos que resi­dem no interior. O eleitor tam­bém vai eleger o novo presidente do Conselho Federal de Engenha­ria e Agronomia (Confea) e os no­vos diretores da Mútua, Caixa de Assistência dos Profissionais.

Em Goiás, participam das elei­ções somente os profissionais re­gistrados/vistados no Crea-GO e que estiverem em dia com suas obrigações. Dos 60 mil profissio­nais registrados no Conselho goia­no, 22 mil estão aptos a votar.

Realizada a cada três anos, as eleições gerais do Sistema Con­fea/Crea e Mútua – a maior de­pois das eleições gerais – ocorrem por meio do voto direto de mais de 1,5 milhão de profissionais que compõem o Sistema. São eles: en­genheiros, agrônomos, geólogos, geógrafos, meteorologistas, tecnó­logos e técnicos de nível médio.

CANDIDATOS

Em Goiás, dois candidatos dis­putam a presidência do Crea para o próximo triênio: o engenhei­ro agrônomo Francisco Almeida (reeleição) e o engenheiro eletri­cista e de Segurança do Trabalho Roberto Bessa de Araújo. Para a presidência do Confea concor­rem os engenheiros civis Jobson Andrade, Joel Krüger, José Ribei­ro, Urubatan Barros e o engenhei­ro eletricista Murilo Pinheiro. Para diretoria da Caixa de Assistência Mútua-GO participam Roger Pa­checo (diretor geral) e Flávio Fer­nandes (diretor administrativo).

Engenheiro agrônomo
Francisco Almeida

Comentários

Mais de Política & Justiça